O cantor sertanejo Zezé Di Camargo, que faz dupla com Luciano, soltou o verbo sobre os recentes cortes de vídeos promovidos pelo YouTube. O canal de vídeo já estava marcando as lives de perto depois da denúncia do Conar contra o consumo e propaganda abusiva de álcool (no caso do show de Gusttavo Lima) e na live dos sertanejos César Menotti e Fabiano, que foi retirada do ar após propaganda durante os comerciais e durante a transmissão no rodapé. Por fim, a live da dupla Henrique e Juliano no último domingo (19), teve início com um recado dos cantores. Eles disseram que gostariam muito de cantar algumas canções de Zezé Di Camargo e Luciano, porém, não puderam devido às novas regras da plataforma de vídeos, que proíbe cantar as músicas dos quais você não tem direito.

As informações relatadas aqui são do colunista de Leo Dias, do portal UOL.

Henrique e Juliano opinam

Sobre a derrubada de vídeos promovidas pelo YouTube quando o cantor utilizar uma canção da qual não têm direito autoral, a dupla Henrique e Juliano se manifestou sobre o caso. Eles disseram, durante a transmissão online, que algumas canções do qual a dupla teve participação eles não puderam cantar devido a eles não terem o direito de gravação segundo o YouTube. Eles continuam dizendo que a plataforma entende que uma live é uma gravação e que não concordam: "Mas não quero nossa live derrubada".

Opinião de Zezé Di Camargo

O cantor sertanejo Zezé Di Camargo foi procurado por Leo Dias e disse que acha totalmente errada a atitude e que, em sua opinião, a plataforma não tem esse poder de proibir músicas de cantores que não tenham direitos autorais.

O sertanejo fala, também, que as músicas mais tocadas nas transmissões online são dele e de seu irmão e ainda cita aqueles cantores que repercutiram suas músicas: Gusttavo Lima, César Menotti e Fabiano, Alexandre Pires, Wesley Safadão: "Todos cantam músicas nossa, não sei porque o YouTube proibiu". Ele ainda finalizou revelando-se surpreso e afirmou que, em sua opinião, a plataforma não tem esse poder de proibição.

"Sinceramente, acho que o YouTube não tem poder para proibir as músicas, são nossas, quem manda nas músicas são os cantores e editora", disse.

'Proibição é do Youtube', diz Zezé Di Camargo

O parceiro de Luciano relatou, também, que a culpa para não exibição de suas músicas nas lives não é sua e sim da plataforma de vídeos do Google: "Única coisa que coisa que eu não quero é que achem que eu que estou proibindo de cantar".

Por fim ele disse não saber que regra é esta da plataforma que faz tal proibição e finalizou indagando que estaria fo*** se cantasse Música de outro artista.

O empresário da dupla César Menotti e Fabiano disse que o YouTube explicou que já tinha avisado que derrubaria o vídeo depois da advertência e que depois de três, os artistas poderiam, inclusive, perder o canal oficial na plataforma.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!