O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou sua conta no Twitter para ironizar os veículos de imprensa que suspenderam a cobertura no Palácio da Alvorada.

"Globo, Folha e semelhantes decidiram não ir mais ao Alvorada para, em seguida, distorcer o que falo. Que pena!", disse Bolsonaro, que em seguida completou com outro post: "a partir de agora apenas inventarão".

Mais cedo, Bolsonaro chegou a falar a respeito da decisão dos veículos de comunicação de suspenderem de forma temporária a sua cobertura no Palácio da Alvorada devido à falta de segurança no local. Para o presidente, isso é mais um exemplo de “vitimismo”.

Também na ocasião citada, Bolsonaro voltou a falar a respeito da facada que levou, ainda em setembro de 2018 e destacou que quando isso aconteceu a mídia não falou nada a respeito. Novamente, o presidente destacou que os jornais em questão estavam se fazendo de vítimas e citou o caso da vereadora Marielle Franco para mostrar como os dois casos não tiveram a mesma cobertura.

Bolsonaro faz críticas à imprensa

É possível relembrar, entretanto, que ainda na tarde da última segunda-feira (25), uma série de apoiadores de Jair Bolsonaro chegaram a hostilizar os jornalistas que estavam em frente ao Palácio da Alvorada para realizar a cobertura diária.

Ainda antes disso acontecer, o presidente havia passado perto dos repórteres e feito uma crítica à imprensa, destacando que somente falaria com eles o dia que o real compromisso fosse a verdade.

Pouco depois da crítica em questão, Bolsonaro deixou o local e seus apoiadores voltaram a ofender os jornalistas que estavam presentes.

Um homem chegou a afirmar que não conseguia entender como eles eram capazes de dormir a noite apresentando as notícias que apresentam, além de destacar que tais jornalistas não representam a sociedade brasileira.

No início do mês de maio, os apoiadores de Bolsonaro chegaram a revirar o lixo em frente à sala de imprensa do Palácio da Alvorada para acusar os jornalistas de serem “sujos”.

Além disso, vários jornalistas chegaram a ser agredidos durante uma manifestação a favor do Governo federal, que aconteceu na cidade de Brasília.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!