A atriz Claudia Raia, que possui uma trajetória de mais de 30 anos entre teatro e televisão, recentemente se mostrou bastante preocupada com a crise vivida por vários setores da cultura brasileira atualmente. Além disso, a veterana também chegou a fazer uma série de críticas a respeito da falta de iniciativas governamentais para o setor em questão.

De acordo com informações obtidas através do G1, Claudia chegou a afirmar que toda a situação vivida pela classe artística do Brasil no presente momento é triste e bastante preocupante. Na ocasião citada, a atriz comentou sobre o fato de que o governo federal não tem qualquer tipo de plano para as artes atualmente e as trata como se elas fossem algo dispensável para o país.

Mostra-se válido destacar que as falas em questão foram feitas por Claudia durante uma entrevista concedida através de uma videoconferência. Durante o bate-pap, a atriz também comentou a respeito da estreia da novela "A Favorita", grande sucesso das 21h, na plataforma de streaming Globoplay. Entretanto, o foco maior acabou recaindo sobre as questões relativas à cultura do Brasil.

Falando um pouco mais sobre o seu trabalho enquanto produtora no teatro, Claudia Raia destacou que toda a sua equipe estava parada atualmente, mas recebia normalmente os seus salários. De acordo com a atriz, é algo inaceitável para ela pensar em deixar toda a equipe sem uma remuneração e contribuir para os índices de desemprego do Brasil dessa forma.

Atriz conta que precisou tirar equipe de Portugal

Pouco antes do isolamento social, Claudia Raia estava em turnê com a peça "Conserto para Dois", que também conta com Jarbas Homem de Mello, marido da atriz, no elenco. A turnê passava por Portugal e, posteriormente, chegaria ao Brasil.

Ao falar sobre isso, a atriz revelou que ela e Jarbas preferiram antecipar a volta para casa depois de suas semanas com o espetáculo no exterior e vieram para o país “praticamente fugidos”, visto que o governo havia fechado tudo devido ao novo coronavírus.

Ainda sobre isso, a atriz revelou que também conseguiu trazer a sua equipe de volta para o país. Ao todo, 15 pessoas trabalhavam com ela na peça e toda a operação precisou ser feita em cerca de 24 horas, visto que depois do prazo destacado eles teriam que permanecer em Portugal.

Atualmente, os teatros estão fechados devido às normas do isolamento social e não têm previsão de retorno.

Isso é um ponto que gera preocupação para Claudia, visto que várias pessoas do segmento da arte tiveram as suas rendas completamente afetadas pela pandemia.

Ao comentar sobre o assunto em questão, a veterana destacou que considera toda a situação muito triste, visto que várias pessoas estão em situação de não ter o que comer.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!