“Diário de Um Confinado” , estrelada e roteirizada por Bruno Mazzeo, será a primeira série da Rede Globo gravada completamente em meio à pandemia do novo coronavírus. A produção possuí 12 capítulos e contará ao público a história de um homem em meio ao isolamento social. A previsão de estreia da série está prevista para junho deste ano.

Série será gravada na casa de Bruno Mazzeo

Joana Jabace, diretora artística do projeto e mulher de Bruno Mazzeo, irá trabalhar ao lado do ator dentro da casa do casal, onde será montado o cenário para a gravação da série global. As informações foram divulgadas em primeira mão pela jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Além de Bruno Mazzeo, o seriado também contará com Fernanda Torres, que dará vida à analista do protagonista, e Lucio Mauro Filho e Debora Bloch, que ainda não tiveram seus respectivos papéis revelados pela emissora carioca.

Para a produção da obra, até o momento todas as reuniões estão sendo feitas através de chamadas de vídeo, e Bruno Mazzeo segue escrevendo os roteiros, desta forma, contando com o apoio de toda a equipe virtualmente. Mesmo diante da produção remota, a série contará com montagem, figurino, produção musical e de arte, além de pós-produção e colorização.

Globo suspende gravações em meio à pandemia

Vale lembrar que logo nas primeiras semanas após o novo coronavírus começar a atingir o Brasil, a Rede Globo anunciou a suspensão das gravações de suas novelas.

Na época, por meio de um comunicado oficial, a emissora carioca informou que a gravação de todas as novelas seriam paralisadas, assim comprometendo suas exibições.

Desta forma, a Globo anunciou que algumas de suas tramas teriam os finais antecipados, enquanto outras teriam que ser interrompidas no meio da história, como foi o caso de “Amor de Mãe”, que estava sendo transmitida no horário das 21h.

Para justificar a mudança, a Rede Globo informou que evitar o contato físico é fundamental para conter o vírus.

Emissora terá que trabalhar na troca de público

Após a suspensão de “Amor de Mãe”, de Manuela Dias, a emissora começou a reprisar a trama de Aguinaldo Silva, “Fina Estampa”. Contudo, quando a Globo voltar a transmitir a continuidade da trama de Manuela Dias terá que passar um período de adaptação, isso porque as duas novelas não se parecem em nada.

Isso porque “Fina Estampa” vai mais para o lado da comédia e mostra situações que fogem da realidade, enquanto a trama de Manuela Dias mostra ao público situações do dia a dia e possuí destaques para dramas vividos por mães e filhos.

Além disso, a autora da trama também já revelou que a pandemia será abordada por Davi em “Amor de Mãe”, personagem ambientalista interpretado por Vladimir Brichta. A trama de Manuela está em primeiro na fila de produções para serem retomadas após a pandemia e deve voltar a ser gravada no final de setembro.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!