Recentemente, o chef de cozinha Thiago Salvático entrou na Justiça para fazer um pedido de reconhecimento de união estável homoafetiva com o apresentador Gugu Liberato, com quem chegou a namorar, segundo ele, por oito anos.

No processo, Salvático incluiu uma série de trocas de mensagens íntimas com o apresentador, ocorridas ao longo dos anos em que o suposto relacionamento durou. O objetivo dessa inclusão é provar que os dois levavam uma vida conjugal.

Entre os relatos compartilhados por Thiago Salvático no processo em questão, é possível apontar um que sinaliza para uma insatisfação de Gugu Liberato com a Record TV, emissora na qual trabalhou até os seus últimos momentos de vida.

O relato em questão foi feito apenas uma semana antes da morte do comunicador e aponta que Gugu tinha planos de pedir demissão da emissora de Edir Macedo.

Segundo o site Notícias da TV, existem algumas mensagens presentes no processo que foram trocadas entre os dias 13 e 16 de novembro. Na ocasião citada, Gugu avisava a Thiago a respeito de uma reunião da Record, que seria considerada por ele um problema que precisava ser resolvido em caráter de urgência.

Conforme o abordado pela defesa do chef de cozinha, Gugu supostamente se sentia bastante insatisfeito com os rumos de sua carreira na emissora, visto que ele havia recebido uma proposta de redução salarial considerável para que o seu contrato fosse renovado.

Em 2020, ele deveria comandar as temporadas dos reality shows "Canta Comigo" e "Power Couple Brasil".

Record TV planejava reduzir salário de Gugu

Conforme as informações anexadas no processo, a Record TV pretendia reduzir o salário de Gugu para R$ 175 mil.

Assim, ele chegou a ter uma série de conversas com Thiago Salvático sobre o assunto em questão até tomar a decisão de abandonar o posto na emissora.

Através de uma conversa no WhatsApp, Gugu ainda chegou a afirmar que a sua situação estava “quase impossível” na rede de TV citada.

Ainda que as informações oficiais a respeito do salário de Gugu Liberato nunca tenham sido divulgadas por ele ou mesmo pela Record TV, de acordo com o Notícias da TV, algumas fontes chegaram a afirmar para o site que o comunicador recebia R$ 300 mil pelo seu trabalho na emissora.

Esse número ainda poderia aumentar caso ele precisasse realizar alguma ação de marketing durante os programas que apresentava.

De acordo com o Notícias da TV, ao ser procurada para falar a respeito das informações destacadas, a Record TV alegou que, devido às questões de sigilo e também de ética, ela não poderia comentar a respeito de negociações salariais. Além disso, a emissora também não quis falar sobre o salário de Gugu Liberato.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!