Na última semana, alguns trechos da série de comédia "Toma Lá da Cá", exibida pela Globo entre os anos de 2007 a 2009, acabou viralizando na web por um motivo inusitado: a sua semelhança com o atual momento que o Brasil está vivendo em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Após os trechos em questão serem divulgados, os internautas começaram a apontar uma série de semelhanças entre o que acontecer em "Toma Lá da Cá" e a realidade atual do país. O comportamento de Álvara (Stella Miranda) durante um surto de dengue se assemelha bastante ao discurso de Jair Bolsonaro acerca da pandemia e esses fatos acabaram chamando a atenção dos usuários da web.

Mostra-se válido destacar que o episódio do qual as cenas foram retiradas possui o título de "Uma Epidemia Politicamente Correta" e foi ao ar no ano de 2008, durante a segunda temporada do programa escrito por Miguel Falabella. Na trama do episódio o Jambalaya Ocean Drive, condomínio em que o programa se passa, está passando por uma grave infestação do mosquito transmissor da dengue e vários personagens do elenco fixo acabam sendo picados por ele.

É possível afirmar que o episódio em questão teve como inspiração um surto de dengue que aconteceu no Rio de Janeiro. Porém, os internautas destacaram que a situação também se torna bastante similar à da Covid-19 devido a dona Álvara, a síndica do Jambalaya.

Um usuário do Twitter, cujo perfil conta com a identificação de Daniel, afirmou que o Brasil está sendo governado pela personagem de Stella Miranda atualmente ao compartilhar um vídeo que mostra os absurdos ditos pela personagem.

No vídeo em questão, Álvara está se recusando a assumir que o Jambalaya está passando por uma epidemia e que os casos se tornaram muito numerosos. Ela chega a ser confrontada por Adônis (Daniel Torres), mas desconversa e apenas chama o rapaz de comunista quando ele tenta apontar a gravidade da situação.

Publicação repercute e internautas concordam

É possível afirmar que vários internautas concordaram com o compartilhamento do perfil citado anteriormente.

A título de ilustração, é possível afirmar que a postagem do vídeo recebeu mais de 7,3 retuítes por parte dos usuários da rede social em questão, além de contar com mais de 18,3 mil curtidas. O vídeo do programa foi compartilhado ainda no 2 de maio.

Ao comentar sobre as semelhanças com a realidade do Brasil, os internautas fizeram a questão de destacar o uso da palavra comunista para se referir a quem estava questionando De acordo com eles, a mesma palavra é usada pelos apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro, para tentar deslegitimar o ponto de vista de qualquer um que se mostre contrário ao governo vigente.

Além disso, ao longo da pandemia, Bolsonaro tentou constantemente fazer com que os impactos do coronavírus no Brasil parecessem menores do que realmente são, minimizando até mesmo a gravidade da doença.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!