De acordo com o colunista do portal UOL, Maurício Stycer, neste domingo (24) o SBT Brasil, sob ordens de Sílvio Santos, resolveu exibir em sua emissora uma parte da reunião do presidente Jair Bolsonaro com seus ministros, um dia depois de mandar cancelar a exibição do telejornal "SBT Brasil".

Sílvio Santos decide exibir reunião ministerial

Neste domingo (24), os telespectadores do SBT tiveram uma surpresa pois, logo após o programa dominical da Eliana, houve a exibição de uma parte da reunião do presidente Jair Bolsonaro e seus ministros, feita no mês de abril e liberada pelo Supremo Tribunal de Justiça na última sexta-feira (22).

A exibição teve a duração de sete minutos e a emissora de Sílvio Santos optou por não cortar os palavrões ditos pelo presidente Bolsonaro. O vídeo da reunião entrou no ar sem qualquer aviso aos telespectadores.

Silvio Santos assistiu o vídeo na íntegra

De acordo com o jornal digital Poder360, após Silvio assistir ao vídeo da reunião na íntegra, o dono da emissora compreendeu que o conteúdo do vídeo era favorável ao presidente, pois nele ele diz o que as pessoas querem ouvir, disse o apresentador e empresário, segundo o jornalista Fernando Rodrigues.

O telejornal 'SBT Brasil' não foi ao ar neste sábado

Neste sábado (23) os jornalistas foram pegos de surpresa enquanto produziam o telejornal "SBT Brasil", pois receberam um comunicado de Silvio informando que o programa não seria exibido naquele dia.

Algumas pessoas que trabalham na redação do telejornal disseram que o motivo do cancelamento seria para evitar repercussões negativas da exibição da reunião ministerial do governo de Jair Bolsonaro.

Desde que estreou, em 2005, esta foi a primeira vez que o "SBT Brasil" não foi exibido, o que provocou um clima péssimo na emissora de Silvio Santos.

No lugar do telejornal, foi exibida uma reprise do programa de Fofocas "Triturando".

Deputado Federal defende Sílvio Santos

O deputado federal Fábio Faria (PSD-RN), genro de Silvio Santos, defendeu a decisão do sogro com publicação em suas redes sociais. O deputado, que é casado com Patrícia Abravanel, disse que não houve motivação política para a não exibição do telejornal.

Ele disse também que não houve nenhuma reclamação do governo em relação à exibição do vídeo no SBT. Ele afirmou ainda que Silvio jamais aceitaria qualquer interferência em sua emissora. Em sua publicação, disse também que o vídeo seria exibido no programa do próprio Silvio Santos neste domingo (24).

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!