O "Masterchef" irá retornar para a grande da Band. A emissora, assim como outras, foi afetada pela pandemia do coronavírus, afinal, tiveram de atrasar gravações de reality shows e outros programas que demandam um número maior de pessoas, o que pode causar aglomerações, situação está terminantemente proibida neste exato momento para evitar que o vírus se alastre ainda mais no país.

Retorno do 'MasterChef'

Porém, mesmo neste período, a Band irá produzir a sétima edição do "MasterChef" com cozinheiros amadores. A pré-produção, que havia sido interrompida em março deste ano, quando os casos de coronavírus começaram a aumentar substancialmente no Brasil e foi decretada a quarentena, foi retomada na semana passada.

As gravações do programa estão previstas para terem início na segunda quinzena de junho e a estreia deverá acontecer em meados de julho. O programa é conhecido como um dos carros-chefes da emissora, tanto em relação a patrocinadores quanto em relação ao público, que acompanha de maneira fervorosa a competição.

Mudanças no 'MasterChef'

Mesmo com a volta do programa, ele terá de sofrer mudanças consideráveis em relação ao formato que o público está acostumado por conta da pandemia. Diferentemente das outras edições, desta vez haverá um número menor de participantes em cada um dos episódios --em torno de oito, segundo informações do site Notícias da TV-- e eles terão de manter uma distância mínima de dois metros.

Além disso, as tão tradicionais provas em grupo que geram tensão na competição não acontecerão, assim como as gravações externas.

Ainda segundo o Notícias da TV, o "MasterChef" será gravado em um estúdio higienizado e com a entrada controlada de pessoas, para que não haja aglomeração. Uma outra novidade que promete movimentar o game é que cada um dos episódios da temporada contarão com uma sequência de provas eliminatórias e irá consagrar um campeão por episódio, que não irá mais retornar para o programa.

Ainda ao contrário das outras temporadas do "MasterChef", o prêmio, que ainda não definido e divulgado pela Band, será divido entre o vencedor e uma organização assistencial que está trabalhando de forma ativa no combate ao coronavírus, dando assistência as pessoas que mais sofreram com a pandemia. De acordo com a emissora, o "MasterChef" deste ano terá uma conotação social.

Pandemia influenciou para que 'MasterChef' retornasse

A decisão de retornar com o reality show mesmo durante a pandemia aconteceu, segundo a Bandeirantes, após diversos estudos feitos por médicos e profissionais do meio que verificaram a possibilidade da volta do "MasterChef" de maneira segura.

Além dos estudos em si, uma outra questão que pesou para o retorno do programa foi o fato do reality ter tido sua volta na Espanha e na Austrália, seguindo os protocolos de segurança recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Antes da pandemia, a edição teria início na última terça-feira (26). Em nota oficial para o Notícias da TV, a Band confirmou a volta do programa.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!