Na última terça-feira (12), Leandro Buenno, ex-participante do reality show musical "The Voice Brasil", conversou com o influenciador digital João Vivas durante uma transmissão ao vivo. Na ocasião citada, Leandro afirmou ser portador do vírus HIV e destacou que recebeu o diagnóstico em questão ainda no ano de 2017. De acordo com Buenno, ele considera a exposição desses fatos algo importante e responsável.

É possível afirmar que o nome do cantor voltou para os holofotes recentemente após ele assumir o seu relacionamento com Rodrigo Westermann, sobrinho do pastor Silas Malafaia. Ao falar sobre a necessidade de falar sobre o seu diagnóstico, Leandro destacou que uma das suas grandes motivações para tocar no assunto veio de um amigo seu, criador de conteúdo LGBTQI+.

Segundo Buenno, o amigo em questão é Lucas Raniel, que já vem levantando esse tipo de discussão em seus canais da internet e levando informação para a comunidade. Conforme as afirmações do cantor, sempre que alguém desconhece os fatos a respeito do HIV, o assunto é tratado de forma estigmatizada e preconceituosa.

As falas de Leandro Buenno foram feitas durante uma entrevista exclusiva, concedida ao site UOL. Ainda comentando sobre a questão do HIV, Leandro afirmou que a falta de informação e o preconceito ainda são grandes obstáculos para os portadores do vírus, em especial porque as pessoas não sabem a diferença entre HIV e AIDS.

Rodrigo sobre descoberta

Também na ocasião destacada Rodrigo Westermann chegou a se pronunciar sobre o assunto.

Ele não possui o vírus em questão, mas afirmou que procurou se informar sobre o assunto ainda antes de ter a primeira relação sexual com Leandro.

De acordo com Rodrigo, tudo aconteceu de forma tão natural que quando ele chegou a conversar de forma mais aprofundada sobre isso com o namorado, afirmou que teve experiências anteriores com pessoas soropositivas e destacou que entendia um pouco do assunto.

Portanto, isso não era um problema para ele.

Ainda na entrevista em questão Leandro Buenno revelou que após a descoberta do HIV ele passou a ter uma rotina de vida mais saudável. O cantor contou que parou de fumar e que faz visitas ao médico com maior regularidade. Além disso, o cantor contou que toma dois comprimidos antes de dormir e não sofre com nenhum efeito colateral da medicação, além de ter carga viral próxima a 0%.

É possível afirmar que também durante a sua entrevista ao UOL, Buenno aproveitou para fazer críticas à gestão do presidente Jair Bolsonaro, que chegou a afirmar que as pessoas com HIV somente servem para gerar gastos para o Estado.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Siga a página LGBT
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!