O apresentador e dono do SBT Silvio Santos, 89, está em isolamento social em sua residência na cidade de São Paulo. Por fazer parte de um dos grupos de risco do novo coronavírus, o apresentador tem que se resguardar para não correr nenhum risco de se contaminar com o vírus e, na sua idade, podendo ser mortal.

Com isso ele trata de comandar com mãos de ferro a emissora paulista de sua própria casa, de onde passa ordens para seus diretores. Suas últimas decisões, no entanto, estão sendo polêmicas, como substituições de apresentadores e afastamento de outros. Sua última decisão ocorreu neste sábado (23), quando fez uma ligação para a empresa e ordenou que o programa jornalístico "SBT Brasil" fosse retirado do ar, porém, o motivo é que foi considerado bem exótico.

Silvio Santo retira jornal do ar

O dono do "Baú da Felicidade" Silvio Santos teve uma atitude no qual surpreendeu muitas pessoas dentro do SBT. No último sábado (23), ele telefonou para a empresa e passou uma ordem para que o programa jornalístico "SBT Brasil" não fosse exibido naquele dia. O jornal é exibido durante 15 anos e, nesse tempo, nunca houve uma situação parecida. No seu lugar, a emissora resolveu passar uma reprise do programa "Triturando".

O motivo da retirada do jornal do ar seria totalmente de cunho político. Segundo apuração do site "Na Telinha", Silvio Santos teria tomado essa atitude, após o marido de sua filha (Patrícia Abravanel) o deputado federal Fábio Faria, tê-lo informado de que teria recebido uma ligação de Fábio Wajngarten (Secretário de Comunicação do Governo Federal), onde fez uma reclamação de que o jornal, em sua edição da última sexta-feira (22), divulgou o vídeo da reunião dos ministros do governo, que ocorreu no dia 22 de abril.

Reclamação de jornal favorecer Moro

O conteúdo da ligação para o marido de Patrícia Abravanel foi que, neste vídeo da reunião ministerial, o jornal "SBT Brasil" teria tirado uma conclusão de que o ex-ministro Sérgio Moro estava certo ao denunciar que o Presidente da República teria, sim, tentado interferir na substituição da Polícia Federal no Rio de Janeiro.

Após a ligação, o deputado federal e genro do apresentador pegou o telefone e ligou para o sogro para repassar a reclamação. Silvio Santos então, resolveu fazer uma ligação para os diretores de jornalismo da emissora paulista para que cancelassem a exibição do jornal no sábado (23). Mesmo com o recado do patrão, os funcionários de plantão continuaram na ativa esperando que ele mudasse de ideia, o que não ocorreu.

Exatamente às 19h30, todos os funcionários ligados diretamente ao jornal, foram dispensados.

O site "Na Telinha" procurou a direção da emissora, porém, não obteve resposta. A tendência do jornal é voltar à sua exibição normal na próxima terça-feira (26).

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!