A jornalista e ex-consulesa da França no Brasil, Alexandra Baldeh Loras, tornou-se um dos assuntos mais comentados nas redes sociais nos últimos dias.

A situação aconteceu logo após ela ter criticado o fato de que William Waack estaria participando de uma cobertura ao vivo da CNN onde a pauta tratava a respeito dos protestos antirracistas que têm acontecido principalmente nos Estados Unidos, e também a respeito da violência policial no país, após a morte do ex-segurança George Floyd, um homem negro de 46 anos de idade, morto asfixiado por um policial branco.

Alexandra foi convidada pela emissora para poder participar da discussão que estava sendo abordada no momento, a respeito dos protestos que estão acontecendo nos Estados Unidos atualmente.

Diante disso, ela usou o espaço para poder criticar o fato de que William Waack estava presente no momento no quadro de jornalistas que iriam comentar os acontecimentos no canal.

Alexandra detona William Waack

Após isso, a jornalista deu uma entrevista para o portal UOL, onde comentou a respeito do momento que repercutiu nas redes sociais e sobre seu posicionamento em relação a Waack.

As críticas feitas pela jornalista foram em relação ao fato de que Waack havia sido demitido da Rede Globo após ter feito um comentário racista, que foi filmado no momento em que o mesmo estava nos bastidores de um programa da emissora. Alexandra também comentou a respeito da falta de diversidade na CNN e também em outros canais de TV neste momento.

A respeito da escolha de colocar Waack para o debate, Alexandra detonou a presença do jornalista.

"Ele é um jornalista extremamente racista. Uma pessoa que assediou mulheres", disse.

Além disso, ela ressalta que Waack usa o seu trabalho ao longo dos anos para descrever os negros como bandidos, ladrões e pessoas do mal.

Ela ainda declarou que considera Waack como sendo uma pessoa que errou, mas que nunca se arrependeu do erro que cometeu, em relação ao episódio que aconteceu na Rede Globo há alguns anos e que levou a sua demissão.

A assessoria de imprensa da CNN foi procurada pelo UOL para comentar as declarações que foram feitas pela jornalista, mas não se pronunciaram até o momento a respeito do que foi dito.

A respeito do caso que foi exposto pela jornalista, em 14 de janeiro de 2018, Waack comentou através de um artigo que foi publicado pela Folha de S.Paulo que o comentário que havia sido feito por ele, que gerou sua demissão, foi uma piada e que foi feito em tom de brincadeira.

Ele ainda chegou a falar que não tinha intenção de ofender com o comentário.

Sobre a situação, Alexandra ainda sugeriu que tanto a CNN como outros canais pensem mais a respeito dos seus funcionários e que agora foquem uma equipe com mais diversidade do que o que tem sido visto.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!