Na tarde da última quarta-feira (10), um homem burlou a segurança da sede da TV Globo, no Jardim Botânico, Rio de Janeiro. O invasor, que não teve a identidade revelada, entrou no local e fez a repórter Mariana Araújo como refém. Além disso, o homem exigia ser transmitido ao vivo na TV e ver a jornalista Renata Vasconcellos, que apresenta o "Jornal Nacional", ao lado de William Bonner. A emissora contactou a Polícia Militar, que chegou rapidamente ao local e iniciou o trabalho de negociação. De acordo com o site Notícias da TV, o homem só teria se entregado e largado a faca que possuía, após Renata chegar ao local.

Na noite da última quarta-feira (10), Vasconcellos comandou a edição do "JN" normalmente ao lado de Bonner. Ao fim do programa, o âncora explicou sobre a invasão, elogiou o trabalho na Polícia Militar e celebrou o fato de que as duas colegas de trabalho teriam saído ilesas da situação. Na última quarta (10), dia da invasão, Renata Vasconcellos completou 48 anos de idade.

Bonner fala sobre episódio da invasão

Ainda de acordo com o site Notícias da TV, William Bonner encerrou a edição do "JN" exibido na última quarta (10), esclarecendo o episódio da invasão à TV Globo aos telespectadores do programa. O apresentador explicou que o homem teria invadido a emissora armado, e que teria rendido e ameaçado a repórter Mariana Araújo. Bonner falou, ainda, sobre o estado em que o invasor se encontrava: "O homem estava perturbado.

Ele exigia ver a Renata Vasconcellos porque é o aniversário dela". O âncora seguiu o relato descrevendo o trabalho da polícia e enfatizando que ninguém havia se ferido.

O apresentador do "Jornal Nacional" aproveitou a oportunidade para agradecer a todas as mensagens de carinho recebidas pelos telespectadores. Bonner encerrou o comunicado chamando a atenção para o aniversário de Renata Vasconcellos, que teria seguido de forma atípica devido ao acontecimento.

O âncora afirmou que toda a equipe teria ficado bastante assustada, mas graças ao trabalho da PM, tudo teria terminado da melhor forma. Aparentemente emocionada, Renata Vasconcellos concordou com a fala do colega de trabalho e apenas desejou paz a todos.

Nota da TV Globo

Através de nota emitida pela TV Globo, a emissora descreveu o caso e afirmou que o homem teria sido preso pela Polícia Militar.

Ainda em nota, a emissora afirmou que a invasão não teria nenhuma conotação política e que se trataria apenas de alguém com as faculdades mentais prejudicadas. A TV Globo elogiou o comportamento de Renata Vasconcellos e de Mariana Araújo e afirmou que a coragem das profissionais havia contribuído para o bom desfecho da situação.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!