A atriz Meghan Markle sempre foi muito engajada com questões sociais, e se engana quem pensa que a mesma acabou sendo direcionada para este tipo de trabalho somente depois de ter se casado com o príncipe Harry.

Em um vídeo que veio à tona novamente, e que foi gravado em 2012, a duquesa aparece fazendo parte da campanha “Characters United: I Won’t Stand For”, feita pelo canal USA Network.

No vídeo, ela aparece desabafando a respeito das experiências pessoais que precisou enfrentar em relação ao racismo.

Meghan relata experiências com o racismo

Meghan é filha de uma mulher negra com um homem branco.

Ela, que já foi estrela da série de televisão “Suits”, precisou lidar em vários momentos de sua vida com esta questão racial.

No vídeo, ela explica que isso é algo que a atinge pessoalmente, pelo fato de que ela é filha de uma pessoa branca e uma pessoa negra.

Ela ainda declarou que muitas pessoas não sabem nem mesmo dizer que ela é "misturada" e por isso, ao longo de sua vida, ela se sentiu de forma estranha em relação à sua identidade, definido por ela como “uma mosca na parede”.

No vídeo, a atriz aparece usando uma camiseta com os dizeres “eu não apoiarei o racismo”. Ela ainda relata na gravação que precisou enfrentar alguns apelidos que foram dados a ela ao longo de toda a sua vida em relação a sua origem.

A atriz contou também a respeito de situações que foram muito marcantes e que um momento que a marcou muito foi quando sua mãe, Doria Regland, foi chamada de uma forma pejorativa pelas pessoas, com a palavra “nigger” usada no inglês por pessoas brancas para se referir de forma preconceituosa a pessoas negras nos Estados Unidos.

A respeito dos insultos que teve que ouvir ao longo de sua vida, Meghan ressalta no vídeo que ouviu vários nomes muito ofensivos usados com ela, que acabaram atingindo-na de uma forma muito forte.

A duquesa ainda relatou que achava necessário expor estas feridas que fazem parte de sua vida pessoal. Na gravação, ela destaca que é diretamente afetada pelo racismo, e que além disso ela tem uma visão ampla a respeito da forma como o país está, e que ela deseja que as coisas melhorem em relação a isso.

Sobre o tom de sua pele, que é mais claro do que de sua mãe, Markle ainda explicou que isso acabou gerando uma confusão nas pessoas ao seu redor, e que a afetou na forma como ela era tratada.

Ela garante que algumas pessoas a olham, mas que não a reconhecem como sendo uma mulher “mestiça” ou uma mulher negra. A respeito disso, ela destaca que as pessoas a tratam de uma forma diferente do que eles poderiam a tratar caso soubessem a respeito do fato de que ela é uma mistura entre uma pessoa branca e uma negra.

A respeito disso, ela acredita que pode ou não ser um obstáculo este fato, a depender de com quem está lidando.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!