Através de seu perfil no Instagram, o surfista Pedro Scooby criticou nesta quinta-feira (15) a postura de algumas pessoas diante da pandemia da Covid-19.

Na declaração, Scooby criticou a postura das pessoas que se mantêm defendendo a quarentena como sendo, no momento, uma prioridade diante da pandemia do coronavírus, que tem se alastrado pelo mundo desde o início do ano.

Atualmente, o surfista vive em Portugal e a declaração veio logo após a Europa novamente declarar que está em estado de calamidade.

Pedro Scooby detona quarentena

Logo cedo, o surfista apareceu na rede social dando bom dia direto de Portugal e afirmando que, no momento, o local está em estado de calamidade.

Em seguida, o surfista explicou que não só o país, como França e várias outras nações da Europa também declararam estado de calamidade por conta da pandemia da Covid-19. Scooby então explicou que, diferentemente da outra vez, nesta são mais casos do que na primeira onda da doença na localidade e que as pessoas não estão fazendo quarentena.

Ao final da mensagem, o surfista debochou da situação, mandando beijo para as pessoas que pediam que outras permanecessem em isolamento em casa, porque a economia seria cuidada posteriormente, quando a pandemia fosse controlada.

O surfista se mostrou indignado com a postura das pessoas, que pediam para que se mantivesse o isolamento social e permaneceu em seguida falando a respeito da situação que foi causada agora, já que a Europa está aparentemente em sua segunda onda da doença.

Anteriormente, o surfista havia testado positivo para a Covid-19, após ter feito uma viagem para o continente europeu. Logo em seguida, através da rede social, Scooby permaneceu criticando a postura dos brasileiros diante da pandemia.

De acordo com o surfista, ninguém mais está ficando em casa, porque, caso isso aconteça, os países irão quebrar economicamente.

Ele ainda destacou que esta era a sua opinião em relação à primeira vez no Brasil sobre a pandemia.

De acordo com o surfista, no Brasil era necessário ficar em casa as pessoas que precisavam ou quem podia fazer isso, porque a economia precisava permanecer girando mesmo com a pandemia.

Em seguida, provocando as pessoas da rede social, o surfista declarou que, da primeira vez que era preciso ficar de quarentena e que agora, aparentemente, não é mais.

Ele então questionou o motivo disso acontecer e cobrou as pessoas, ao qual se referiu com deboche como “especialistas de plantão”.

De acordo o surfista, quem se poupa diante da doença está sendo egoísta, usando números que foram divulgados pela ONU, segundo a qual o número de pessoas que enfrentam insegurança alimentar aguda no mundo pode quase dobrar este ano, chegando a 265 milhões, devido aos efeitos da pandemia.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!