O novo coronavírus continua preocupando a todos. Por todo o mundo, já se perderam mais de um milhão de vidas para a Covid-19 desde janeiro desse ano e, ainda sem vacina, os riscos continuam para todos. Apesar de um elevado número de óbitos, também importa revelar que 24.770.288 pessoas se recuperaram da doença. Porém, são muitas as pessoas que ficam com sequelas, como vem revelar agora a cantora Joelma, que ficou 60 dias de cama, após ter contraído o novo coronavírus. Ela contraiu o vírus em julho, mas todo esse tempo depois, ela admitiu para o "Fantástico", da Rede Globo, que ela continua sentindo os efeitos da doença.

Joelma não acreditava que a Covid-19 fosse tão difícil

Joelma é, aos 46 anos, um dos nomes mais conhecidos da Música brasileira. Seu testemunho sobre a Covid-19 vem detalhar as dificuldades de uma doença, que vai muito para lá de um isolamento obrigatório. Muitas pessoas acreditam que a Covid-19 afeta especialmente as pessoas de idade ou com doenças crônicas.

Porém, como Joelma percebeu, qualquer pessoa pode passar muito mal com esse vírus. Em declarações para o "Fantástico", a cantora falou que ela nunca pensou que a doença poderia atacá-la tão forte. Isso porque ela sempre foi saudável, ainda tem uma idade jovem e um estilo de vida muito positivo.

Então, para se aguentar em cima de um palco por horas, Joelma sempre se cuidou muito bem fisicamente.

Depois, se a Covid afeta mais os pulmões, uma cantora sempre exercita melhor seus pulmões. Todas essas razões faziam Joelma acreditar que a Covid-19 não seria tão grave assim, caso ela contraísse o vírus. A verdade é que não foi nada disso que aconteceu e mesmo após estar recuperada, Joelma continua sentindo os efeitos da doença.

Joelma revela as sequelas da Covid-19

Joelma contraiu a doença em julho e conta que, aos poucos, ela continua melhorando, mas ainda não está 100% bem. Ainda assim, a cantora de 46 anos continua sentindo dificuldades com sua respiração, voz, paladar, para lá de outros efeitos em seu corpo. Afinal, foram muitas semanas doente e só o tempo vai levá-la para a recuperação total.

O tempo, mas também seu esforço. Com uma respiração irregular e sem voz, Joelma começou já fazendo exercícios para melhorar mais rápido. No "Fantástico", a cantora falou que começou fazendo alguns exercícios de respiração e que, com isso, começou melhorando. "A respiração voltou ao normal uns três dias atrás", contou Joelma.

A cantora também falou que ela inchou muito, especialmente no peito. "Eu fiquei 60 dias em cima de uma cama. Eu tô inchada ainda", disse. A Covid-19 afeta muito os pulmões e, talvez por essa razão, a cantora continue sentindo esses efeitos. Ela falou que precisou aumentar seu número de sutiã por conta do inchaço.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!