Jéssica Alves, que ganhou notoriedade por ter se popularizado como “Ken Humano”, antes de sua transição de gênero, declarou que foi expulsa do aplicativo Tinder. De acordo com o que foi justificado pela socialite, ela foi expulsa da rede social de namoros por ter supostamente violado as regras que são impostas pelo aplicativo aos usuários.

Segundo Jéssica, sua expulsão teria sido motivada por ter violado as regras. Ao que tudo indica, as denúncias vieram de outros usuários da plataforma. Isso porque ela acredita que as pessoas na rede social acharam que a conta era falsa e, por isso, a denunciaram.

Outro questionamento que foi levantado por Jéssica, além do fato de ter sido expulsa da rede social por denúncia por conta falsa, foi que ela poderia ter sido excluída do aplicativo de relacionamentos por ser uma mulher trans. A declaração a respeito da situação que aconteceu veio em uma entrevista de Jéssica ao jornal britânico Daily Mail.

Relato de Jéssica Alves sobre uso do Tinder

De acordo com a socialite, ela estava usando o aplicativo para flertar com outras pessoas, visto que o seu reality show, que seria para que ela fosse em busca de sua alma gêmea, foi paralisado devido à pandemia.

Com a paralisação, a modelo passou a usar o aplicativo para continuar a sua busca por um relacionamento, algo que aconteceria através do reality show que estava sendo planejado por ela.

Jéssica ainda relatou na entrevista que tentou usar o aplicativo Tinder para flertar com outras pessoas e que, após 24 horas de uso da rede de relacionamentos, veio o banimento de sua conta.

Ela conta ainda que recebeu várias mensagens na rede social e que estava conversando com um homem alto, loiro e musculoso. O homem em questão, de acordo com Jéssica, também era muito atraente e independente.

Entretanto, antes que ela conseguisse dar seu número de telefone a ele, a conta foi suspensa pela rede social.

Logo após sua conta ser banida do Tinder, Jéssica relatou que entrou em contato com o aplicativo através de um email e que a resposta que foi dada para ela foi que ela não vai poder nunca mais usar o aplicativo em questão, porque a rede social alega que ela havia violado os protocolos que são impostos pela rede de relacionamentos.

Contudo, ela alega que não fez o que foi declarado pela rede social e que não foi contra os padrões do aplicativo de namoro, como foi alegado.

Após a situação vivida, bem como a resposta recebida da empresa, Jéssica ainda levantou que pode ter sido alvo de uma outra questão. De acordo com ela, a situação pode ter sido discriminação contra ela por parte do aplicativo, pelo fato de que ela é uma mulher trans.

Jéssica alegou ainda que tem os mesmos direitos que todas as outras pessoas de se relacionar através de aplicativos, em especial em um momento como este devido à pandemia da Covid-19, em que ela não pode se encontrar com pessoas.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!