A advogada Letícia Kaplan Fernandes, de 24 anos, filha do jornalista Bob Fernandes, morreu no último sábado (10). Ela foi diagnosticada com câncer e, inclusive, chegou a ser submetida a alguns procedimentos cirúrgicos em meio ao tratamento contra a doença. Há cerca de 40 dias, ela estava internada para tratar de uma infecção, contudo, a causa exata da morte não foi divulgada.

Fernandes se formou em Direito na Fundação Getúlio Vargas. Com carinho, Fernanda Teodoro, que conheceu a jovem na faculdade, lembrou-se da amiga. Segundo Fernanda, Letícia “era uma pessoa de luz” e sempre estava “com um sorriso no rosto”.

Além disso, ela também lembra que a amiga sempre “via tudo pelo lado positivo”. Ainda segundo Teodoro, Fernandes os ensinava a “viver a vida”. Diante disso, ela conta que estas são as lembranças que vai levar da advogada para sempre.

Amigos lamentam a morte de Letícia

Juca Kfouri, amigo da família, também fez questão de destacar a luz da jovem. Em uma publicação nas redes sociais, ele afirmou que perto de sua casa “vivia um sol [Letícia]”. Ressaltando que a jovem já era formada em Direito, afirma que a amiga tinha um futuro brilhante pela frente. No entanto, para finalizar a publicação escreveu: “porém, o sol se pôs”.

Bob Fernandes, pai de Letícia, nasceu em São Paulo e viveu por anos na Bahia, onde retorna sempre que possível.

Atualmente, alimenta um canal no Youtube no qual fala muito sobre política. Em 2003, Fernandes, que torce pelo tricolor, lançou o livro “Bora Bahêeea, A História do Bahia contada por quem a viveu”.

Em mensagem ao torcedor ilustre, o perfil oficial do clube lamentou a morte de Letícia nas redes sociais.

No Twitter, o time desejou sua solidariedade à família e amigos da jovem, afirmando que Letícia se torna agora “mais uma estrela tricolor”.

O senador Jaques Wagner também usou a web para lamentar a morte da jovem advogada. No Twitter, ele afirmou que recebeu a notícia “com enorme tristeza”. Além disso, também diz ser “desolador” ver uma jovem com tanto futuro tendo sua “vida abreviada”.

A jornalista Milly Lacombe também usou o Twitter para expressar sua tristeza diante da notícia. Ela desejou que Bob “atravesse o luto” e saia dessa ainda “maior e mais potente”

Fundação Getúlio Vargas presta solidariedade

Além dos amigos, a Fundação Getúlio Vargas também se solidarizou com a família de Letícia e fez um comunicado sobre a morte da ex-aluna. A instituição afirmou que estava divulgando a morte da jovem “com imenso pesar”. Relatando “profunda dor”, a fundação diz se solidarizar com a família e também com os amigos de Letícia. Por fim, afirmam que sempre se lembraram da jovem “com enorme carinho”.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!