Thiago Salvático, suposto namorado do apresentador Gugu Liberato, que faleceu no último ano, conseguiu vencer na Justiça uma batalha que vinha travando desde maio deste ano com Guilherme Stangherlin, que alega ser seu ex-marido.

O empresário havia entrado com um pedido de divórcio litigioso no Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina. De acordo com o pedido que foi feito por ele, a intenção era comprovar que ele havia tido uma união estável com o chef de cozinha e que, com isso, poderia receber parte dos bens do mesmo com a separação.

No entanto, de acordo com o processo que foi obtido pelo portal Notícias da TV, a decisão da Justiça brasileira é a de que ele é improcedente, pelo fato de que os dois se conheceran na Alemanha e a casa onde supostamente moravam juntos e a sorveteria de Thiago ficam localizadas no país europeu.

Desta forma, o caso não poderia ser julgado no Brasil. Isso porque os bens que estão sendo solicitados no pedido de Stangherlin estão no exterior.

Foi solicitado por Stangherlin o bloqueio imediato de todos os móveis e imóveis de Salvático, algo que também foi negado pela Justiça.

De acordo com a declaração do juiz Marlon Jesus Soares de Souza, na sentença que foi determinada, é inegável a ausência de jurisdição brasileira a respeito dos bens, que estão no exterior, onde os dois viviam. Segundo o magistrado apontou, não cabe ao Judiciário do Brasil deliberar a respeito dos bens em questão.

O juiz ainda alegou em sua declaração que a ação de reconhecimento de união estável deverá ser feita agora no último domicílio em que viveram, que é no exterior.

Desta forma, ele ressalta que não seria possível de forma alguma fazer uma partilha de bens que estão localizados no exterior.

A história de Salvático e suposto ex-marido

O processo em questão ainda relatou que Salvático e Stangherlin se conheceram no ano de 2016 e passaram a se relacionar após o chef de cozinha convidar o empresário para que ele fosse trabalhar em sua sorveteria.

No processo é relatado que Guilherme havia conhecido Thiago na cidade de Höter, na Alemanha, e que alguns encontros após os dois terem se conhecido, o chef convidou Stangherlin para ir trabalhar em sua sorveteria, em Paderborn.

Ele ainda alega que teve constância em relação a uma união estável e que adquiriram bens juntos no exterior, além da reforma da sorveteria que foi feita pelos dois na ocasião.

Com a decisão do juiz, Guilherme agora optou por não recorrer à decisão que foi tomada.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!