Em decorrência da pandemia da Covid-19 no Brasil, a Rede Globo optou por cancelar neste ano o tradicional especial do cantor Roberto Carlos que vai ao ar há anos na emissora no período das festas de fim de ano. Em seu lugar, no dia 22 de dezembro será transmitida uma reprise do show que Roberto Carlos gravou em Jerusalém em 2011.

Globo toma medida drástica com especial de Roberto Carlos

Por mais que tenha sido uma decisão em decorrência da pandemia, esta não é a primeira vez que o cantor não grava uma apresentação inédita para ir ao ar no final de ano da emissora.

De acordo com o que foi divulgado pela colunista Carla Bittencourt, do jornal Extra, a Globo fez uma análise antes da decisão e chegou à conclusão de que a única possibilidade, devido à Covid-19, seria de que Roberto fizesse uma live em seu estúdio.

Contudo, como o formato de live em questão foi exibido pela emissora duas vezes ao longo deste ano, a reprise se tornou uma escolha muito melhor na visão da emissora para se adotar neste ano.

Com isso, reprisar o show de Jerusalém se tornou na visão da emissora uma melhor escolha, já que o formato já havia sido usado e poderia se tornar repetitivo por parte da Globo. Com isso, veio a decisão final de que um especial inédito neste ano não iria acontecer.

Possibilidade de show ao vivo de Roberto Carlos

Por outro lado, as empresas que costumam patrocinar a apresentação anual do Rei na Televisão não desanimaram com a desistência da Globo de exibir um conteúdo novo, como todos os anos, e foram atrás do cantor para conseguir que ele aceitasse fazer neste ano um especial independente, que iria ao ar através da internet.

Até o momento, os dois lados estão apenas em negociação a respeito de uma super live.

Como citado, este não foi o primeiro ano que a emissora optou por não exibir um conteúdo novo com o cantor. Em 2019 também não foi exibido um show gravado exclusivamente para a Globo. Foram ao ar nesta ocasião apresentações de Roberto Carlos ocorridas em Curitiba, Miami, Nova York, Lisboa, Londres e Madri.

No último mês de maio, em meio à pandemia da Covid-19, Roberto redobrou os cuidados com a doença em uma live que ocorreu especialmente para o Dia das Mães.

Na ocasião, o cantor, que tem 79 anos de idade e, portanto, faz parte do grupo de risco, se apresentou com uma barreira de acrílico transparente separando-o dos músicos que o acompanhavam.

Todos ao longo da live estavam seguindo as medidas de segurança para evitar o contágio da doença e usavam equipamentos de proteção individual.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!