A turista Taline Campos, de 25 anos, foi atingida por um raio no momento em que caminhava numa praia de Itanhaém, no Litoral Paulista, neste domingo (1º).

O acidente foi registrado por um cinegrafista amador, que decidiu filmar a tempestade que caia na região da Baixada Santista e Litoral Sul na tarde do primeiro dia de 2017.

A jovem foi socorrida ainda com vida para a unidade hospitalar mais próxima, após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Ela permanece recebendo cuidados intensivos e em estado grave.

As imagens são impressionantes e mostram que outros banhistas corriam o mesmo perigo, já que a moça não estava sozinha na faixa de areia e na beira do mar.

Publicidade
Publicidade

Segundo climatologistas, a jovem, que mora em Guarulhos, na Grande São Paulo, atraiu mais facilmente a descarga por estar junto ao mar.

Pelas imagens é possível ver que Taline anda sem pressa na beira da água, mesmo após o tempo ter se fechado. Para os moradores locais, essas condições meteorológicas significam prenúncio de relâmpagos nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro. Os mesmos cuidados não são tomados pelos turistas, apesar dos apelos dos guardas-vidas.

No vídeo a moça anda tranquilamente quando, de repente, ouve-se o barulho da descarga elétrica, provocando sua queda imediata. Um outro banhista a alguns metros da vítima nada sofreu.

Logo após a moça ter sido atingida, turistas chamaram o resgate e a jovem foi encaminhada por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para a Unidade de Pronto Atendimento do Jardim Sabaúna.

Publicidade

Na manhã desta segunda-feira (2), a paciente foi levada a um hospital de referência na Grande São Paulo, onde há mais recursos para tratar casos como esse.

Muitos turistas ignoram, mas a Baixada Santista e Litoral Sul de São Paulo formam uma área considerada pelos especialistas como a mais propensa à incidência de raios durante o verão.

No ano de 2014, por exemplo, houve um recorde de descargas elétricas. Em 14 de janeiro de 2014, uma turista de 36 anos foi fotografada no exato momento em que era atingida em uma praia de Guarujá. Na ocasião, um repórter fotográfico fazia alguns cliques e captou uma sequência impressionante de imagens desde a entrada da vítima no mar, o raio atingindo-a em cheio até as tentativas de salvá-la. Ela não resistiu.

Já no dia 29 de dezembro do mesmo ano, quatro pessoas da mesma família morreram em Praia Grande. Eles também estavam na praia e não conseguiram se proteger da tempestade.

#Tragédia #Acidente