Dois dos homens acusados de participar do estupro coletivo contra menina de 12 anos é capturado pela polícia, e vão para Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase).

Os menores participaram de um estupro que aconteceu na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro. Os menores estavam sendo procurados por policiais da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav), desde que passaram a ser suspeitos no caso. No entanto foram capturados pelas autoridades apenas nesta quarta-feira (17).

Um dos acusados de ter cometido o #Crime é o namorado da vítima, que foi quem fez a gravação do vídeo enquanto os outros rapazes abusavam sexualmente da menina.

Publicidade
Publicidade

O caso aconteceu no início do mês de maio, quando o vídeo vazou na internet, causando muita revolta entre os internautas. Um dos rapazes foragido, publicou no último domingo (14), uma mensagem em uma rede social, dizendo que se entregaria a polícia nesta segunda-feira (15). No entanto o rapaz não se apresentou a delegacia e desde então começou a ser procurado pela polícia.

Quatro pessoas são suspeitas de terem cometido o crime, um deles já havia se apresentado a polícia e os outros seguiam foragidos.

Os dois rapazes aprendidos foram apresentados a Promotoria da Vara de Infância e Juventude de Nova Iguaçu, que também se encontra na Baixada Fluminense. O mandado de apreensão em nome dos delinquentes dizia que eles deveriam ser enviados ao Centro de Socioeducação de Belford Roxo, onde ficarão internados e darão seus respectivos depoimentos.

Publicidade

A Vara da Infância e Juventude está desde a última terça-feira sobre os cuidados do caso.

Até esta quarta-feira (17), o total de foragidos eram 3. Os agentes da polícia chegaram a percorrer muitos endereços atrás dos suspeitos, chegaram ir até Muriqui atrás dos acusados de terem cometido o crime, no entanto dois deles já haviam sido capturados. Agora a polícia procura apenas por um dos rapazes suspeitos de ter participado do estupro coletivo.

Muitas vítimas após sofrerem estupro, ao denunciar o crime, sofrem ameaças. Por isso a menina de 12 anos foi colocada no programa de proteção à criança e adolescente ameaçados de morte (Ppcam) do governo do Estado.

O total de homens que participaram do crime são quatro. Um deles já havia sido apresentado a polícia anteriormente, outros 2 foram capturados nesta quarta-feira (17), com isso restando apenas um dos estupradores foragido da polícia. #2017