Uma criança de 11 anos, moradora da cidade satélite de Recanto das Emas, Brasília, foi estuprada por um grupo de cinco homens, quatro deles menores de idade e um maior de 20 anos. Recanto das Emas é uma cidade satélite que fica há cerca de 30Km de Brasília (Plano Piloto). Na última terça-feira, dia 10, um menor de 17 anos convidou sua namorada, de 11, para visitar a casa dele e fumar narguilé. A jovem aceitou por se tratar do namorado.

Publicidade

O narguilé é uma espécie de cachimbo que produz vapor de água e pode ser aromatizado com essências de vários odores, entretanto, alguns jovens adaptam o objeto para consumo de drogas. A polícia disse que no caso deste #Estupro não foi encontrado indício de drogas e o narguilé foi usado apenas como recurso para atrair a jovem..

Publicidade

De acordo com a Polícia Civil do DF, a criança foi abusada coletivamente por quatro adolescentes de 13 a 17 anos e um adulto de 20. Apesar de não ter sido drogada (nem embrigada), a jovem não conseguiu reagir por se tratar de 5 agressores. O namorado filmou todo o crime em seu celular.

A garota, quando libertada, contou tudo a mãe, que a levou para a Delegacia. Inicialmente, ela não queria expôr o namorado, mas, ao ser pressionada pela mãe e investigadores, confessou que, inclusive, o rapaz com quem se relacionava cometeu o abuso.

A Polícia do DF agiu rápido e capturou os estupradores, apreendendo o celular do adolescente com as filmagens chocantes. As imagens serão encaminhadas à justiça como prova do crime de estupro. O maior, Wesley da Silva Dias, de 20 anos, foi preso em flagrante e teve seu pedido de soltura negado pela justiça. Os quatro menores de idade, também presos, foram levados à Delegacia da Criança e do Adolescente de Brasília.

Publicidade

Todos foram indiciados por estupro de vulnerável e corrupção de menores.

O crime de estupro de vulnerável, previsto no artigo 217, tem pena de 8 a 15 anos, e corrupção de menor, artigo 218, tem pena de 2 a 5 anos de reclusão, ambos artigos do Código Penal Brasileiro. Mas, infelizmente, apenas o adulto é indiciado nos artigos. Os #menores infratores, em breve, estarão de volta ao convívio social. #Estupro coletivo