A cantora gospel e estudante de psicologia, Ana Cláudia Alves da Silva, de 38 anos, faleceu no dia 1º de janeiro de 2016 por parada cardiorespiratória, em Campo Grande, no Estado de Mato Grosso do Sul. Segundo o médico toxicologista do Civitox (Centro Integrado de Vigilância Toxicológica do Mato Grosso do Sul), apesar de não confirmar, diz que a morte pode ter relação com o uso da noz da índia.

A família também acredita que a morte da cantora foi decorrente do uso do produto. Familiares informaram que Ana Cláudia tinha insuficiência hepática desde criança, foi diagnosticado cirrose hepática e aguardava na fila do transplante.

Publicidade
Publicidade

Após fazer o uso da noz da índia por 30 dias, as complicações aumentaram; falta de ar, inchaço, cansaço, fraqueza no corpo, hipotensão e desmaios. A filha da vítima disse: "o chá acabou com a vida da mãe".  

Noz da índia é uma semente cujo nome científico é Aleurites moluccana, comprado livremente pela internet e nas feiras livres de alguns estados, é utilizado por pessoas que querem emagrecer, pois promete perda de peso rápido.

O médico toxicologista do Civitox, Dr .Alexandre Moretti de Lima, disse que o produto não deve ser consumido em hipótese alguma. Informa que, apesar de ainda não ter certeza se o chá foi o causador da morte de Ana Cláudia, alerta que o chá é laxante, diurético, cardiotóxico e as ervas tem princípio ativo e podem causar danos a saúde como qualquer outro medicamento.

Publicidade

O médico nutrólogo Sandro Trindade Benites afirma que a noz da índia promete perder peso por ser um produto laxante e diurético, porém a pessoa que faz o uso perde massa magra, água e eletrólitos, que são importantes para a saúde do organismo.

A médica Luciana Araújo Bento, gastroenterologista e hepatologista, especialista em funções digestivas e no fígado, alerta que essas ervas podem estar contaminadas devido a formas que são armazenadas e podem conter fungo. No caso de Ana Cláudia, com problemas hepáticos, os efeitos colaterais são maiores. Diz ainda que não se deve condenar o uso dos chás, como os que vendem embalados, já foram estudados e testados, como o chá de camomila e erva cidreira e que o correto para emagrecer é: aprender uma reeducação alimentar e praticar exercícios físicos. #Doença #Tratamento #Alimentação Saudável