A #Religião islâmica é uma das mais antigas do mundo, e tornou-se ainda mais conhecida e falada após o ataque contra a redação de um jornal francês em janeiro deste ano. Pela atitude de muitos fanáticos, a religião é sempre lembrada pela maioria das pessoas por ser totalitária e intolerante com quem pensa diferente. Uma das suas várias polêmicas é por não permitir a adoção de crianças, por considerar que o ato não constitui família original. Isto é, jovens órfãos devem permanecer em orfanatos.

Fundada por Maomé, a quem os islamitas acreditam ter sido o último profeta de Deus na Terra, o Islamismo tem como livro sagrado o Alcorão (ou Corão), similar a Bíblia Sagrada utilizada pelos cristãos ou a Torá dos judeus.

Publicidade
Publicidade

A tradição muçulmana aponta que o Alcorão é a Palavra de Deus: uma série de revelações feitas pelo "Criador" ao profeta Maomé.

Predominante em países do sudoeste da Ásia, norte da África e no Oriente Médio, o Islã parece estar em busca de interessados também nas Américas. A religião comprou um pacote de anúncios para a internet do Google que tem como público-alvo usuários brasileiros. Quem acessa sites relacionados a assuntos religiosos - ou não, já que em determinados casos os anúncios aparecem até no YouTube - vai encontrar uma propaganda com os dizeres: "O que é o Islã? Sobre o Islã e como se converter (ajuda ao vivo pelo chat)".

Ao acessar o site disponível na publicidade, é possível encontrar algumas regras do Islamismo, como a necessidade de repetir todos os dias a frase "Não há outro Deus a não ser Deus, e Maomé é seu profeta"; realizar cinco orações diárias com o rosto voltado para Meca; ser generoso com os necessitados e jejuar durante 40 dias durante o nono mês do calendário islâmico.

Publicidade

É claro que há muito mais envolvido para se converter ao Islamismo, e para isso existe uma conversa eletrônica ao vivo disponível no site para que o humano interessado possa perguntar e tirar dúvidas. No entanto, apesar de termos tentado contato com algum membro através do chat, obtivemos apenas respostas curtas e vazias a perguntas sobre os dogmas do Islã. Isso até a sessão do chat ser encerrada inesperadamente.

A grande maioria das capitais brasileiras já possui centros voltados para a prática do Islamismo. #Estado Islâmico #Comportamento