Na manhã da última quinta-feira (19), a mãe de uma criança de apenas dois anos foi presa após fazer uma divulgação ao vivo pela internet em que o filho aparece colado na parede. Ela é Shayla Rudolph, e aparece nas imagens rindo e fazendo piada após ter fixado a criança no local com fitas adesivas. O caso aconteceu no dia 1º de janeiro deste ano, em Reynoldsburg, Ohio, Estados Unidos, mas somente agora a polícia determinou a prisão da jovem mãe pelo ato que foi considerado violência infantil. Durante todo esse tempo até que detenção acontecesse, várias assistentes sociais passaram pela residência da mulher, para tentar entender o contexto familiar em que vivam as crianças.

Publicidade
Publicidade

Somente depois de diversas dessas visitas foi possível determinar a prisão da mãe que usou as gravações como motivação para fazer piada. Nas imagens, o menino pequeno aparece chorando alto e muito, e é possível ver que ele está com os braços amarrados e com a boca também tampada pela fita adesiva. Ele tenta gritar e pede insistentemente para sair enquanto a mulher filma a cena e ri ao seu lado da situação. Tudo foi colocado ao vivo nas redes sociais, e os momentos de ‘tortura’ vividos pela criança só terminaram quando uma internauta denunciou as imagens que via. Veja as gravações terríveis no link a seguir:

Além de se divertir, é possível ouvir ela dizer no vídeo que estava fazendo tudo por ‘amor’, que seria a melhor mãe do mundo, e que o menino conseguia até ver televisão de onde estava preso.

Publicidade

Para piorar a situação ela ainda dialoga com outros genitores que assistiam a tudo, a dica que ela dava era a de que para conseguir limpar a casa e organizar tudo sem ser atrapalhada essa seria a melhor solução. A mulher diz durante a transmissão que o menino não parava de fazer confusão, correndo de um lado para o outro, e que esse teria sido o jeito encontrado por ela para poder realizar as atividades domésticas, como cozinhar, por exemplo, com tranquilidade. As imagens foram analisadas pela polícia local que considerou o ato da mãe um absurdo e decidiu por afastá-la do convívio com os filhos. Ao ser abordada pelas assistentes sociais ela disse que tudo era apenas uma brincadeira e que nunca machucaria o filho. No entanto, os investigadores entenderam que não e ela pode pegar até cinco anos de detenção em regime fechado pela ‘piada’ de mau gosto com a criança. #Investigação Criminal