Você sabe qual a diferença entre o grafite e a pichação? O grafite é uma arte que é baseada em desenhos: todas as letras e figuras que são utilizadas na pintura são pensada e elaboradas, para que representem aquilo que o artista quer mostrar.  A pichação é o ato de escrever ou rabiscar e por isso é considerada vandalismo e contestada por muitas pessoas.

Muitos pichadores usam a pichação para expressar ideias para serem notadas por muitas pessoas e eles não picham em um único lugar, mas sim, em vários lugares. A pichação traz controvérsia:  para algumas pessoas é uma diversão; já para outras, um ato de vandalismo e um ato de protesto diante da sociedade. E o mais interessante é que muitos pichadores queriam que a pichação fosse considerada como uma arte, e no meio dessa agitação e controvérsia é que nasceu o grafite.

O grafite é a forma mais recente de expressão cultural nesse novo milênio e nasceu nos anos 70 em Nova Iorque. Com o grafite muitos grafiteiros fazem maravilhosos desenhos e trabalhos nas ruas e essas obras já são consideradas como obras artísticas. Muitos grafiteiros estão fazendo sucesso em vários países, e para muitos isto já virou profissão. Isso é o reconhecimento do grafite, um trabalho bonito, sem sujeiras e sem crime, concordo isto sim, é obra. Ao contrário das pichações que estão trazendo muita dor de cabeça para as autoridades, principalmente na cidade do Rio de Janeiro, que teve suas famosas obras de arte pichadas por vários pichadores com a intenção de marcar territórios. E isso é um grave crime contra o patrimônio urbano.

A pichação e o grafite são temas que estão sendo usados nos debates das  escolas, temas de redação de um vestibular ou concursos, são assuntos interessantes e bastante abrangente nos países. É também um alerta para os pichadores, que estão desrespeitando o patrimônio e a cultura  da cidade. Eles podem transformar a pichação em arte, podem fazer bons trabalhos e trazer cultura para o país. São jovens, e o país espera algo deles.



#Entretenimento