Há um provérbio, até certo ponto comum na língua portuguesa, que diz o seguinte: “Embora as magras estejam quites com a balança, as gordinhas preenchem o vestido com mais competência.”, referindo-se as representantes do sexo feminino que são consideradas gordas. O ditado que poderia arrancar sorrisos e gargalhadas de algumas pessoas, consegue descrever com exatidão o que está acontecendo em relação à mudança do paradigma da percepção do que é ser bonita por grande parte das pessoas. 

As gordinhas até bem pouco tempo, não se enquadravam nos padrões de beleza propostos mais comumente pelas grandes e famosas agências de recrutamento e seleção de modelo em vários países, inclusive as de renome aqui mesmo no Brasil. 

Por outro lado, o melhor parece estar acontecendo a uma velocidade impressionante, ou seja, os padrões de beleza e estética das gordinhas estão conseguindo rapidamente transformar a percepção e seduzir rapidamente os corações e imaginários do público, que literalmente se apaixona a cada dia mais pelas curvas generosas, que as chamadas modelos plus size possuem, em detrimento da já habitual magreza do maior número das modelos com carreira internacional, que são magérrimas.

Publicidade
Publicidade

Gisele Bündchen que se cuide com a mudança de cenário. 

Destacam-se alguns nomes que mais obtêm fama e sucesso no universo das modelos plus size, ou seja, que mais têm êxito, reconhecimento, admiração e dinheiro com os seus variados trabalhos. Elas são: Ashley Graham, a qual é simplesmente considerada a mais famosa modelo plus size da atualidade; a sensual Mercy Watson que veio direto da Austrália para as passarelas do mundo e a lindíssima Tara Lynn que nasceu nos EUA, mas passou grande parte de sua vida na romântica França. 

Obviamente elas não são as únicas, uma vez que Carina Behrens, Precious Lee, Felicity Hayword, Catherine Li, Philomena Kwao e Jenny Rieu estão mandando muito bem. O mesmo está ocorrendo para muitas representantes gordinhas brasileiras que conseguem o seu lugar no mercado pela qualidade dos seus trabalhos e também pelas suas abundantes curvas com alguns quilos a mais. 

Viva as sempre lindas mulheres plus size, que na realidade nunca perderam o seu posto no panteão das deusas lindas.

Publicidade

Será que a ditadura da beleza das super magras ou quase anoréxicas acabou? #Moda #Tendências #Comportamento