Tem-se discutido muito no Brasil sobre as fontes de energia limpa, sustentável e renovável, tanto que a fala da presidente Dilma Roussef em reunião na ONU sobre o ”estocar vento” acabou sendo motivo de piada na internet. De qualquer modo, os parques eólicos no país e também as placas solares estão sendo cada vez mais divulgadas, seja pelo governo, pelas empresas ou pelo cidadão comum.

Os engenheiros e arquitetos têm procurado fundir os conceitos de beleza e #Sustentabilidade no que diz respeito aos fatores estéticos das placas fotovoltaicas ou solares em construções comerciais, industriais e residenciais.

De acordo com a opinião pública em geral, as placas solares tradicionais são obtusas, feias e não conferem uma percepção de harmonia à construção e a partir dessa percepção, firmas italianas como a REM e a Area Industrie Ceramiche evoluíram as técnicas de desenvolvimento do que é chamado de Tegola Solare, que nada mais é do que uma telha fotovoltaica de cerâmica, compatibilizando-se assim, com a estrutura do empreendimento.

Publicidade
Publicidade

Os painéis solares habituais são mais pesados e maiores do que a “telha solar” dos italianos e vinham sofrendo críticas dos consumidores, pois segundo os mesmos, a beleza e arquitetura dos telhados e coberturas eram prejudicadas; fator este que restringiu por um longo tempo a cultura da energia obtida através do sol.

O processo do telhado cerâmico fotovoltaico é bem simples, onde cada telha possui 4 células acopladas com fiação sob o telhado seguindo para o conversor, ou seja, as partículas de luz solar continuam deslocando os elétrons das telhas que são semicondutoras e geram eletricidade com este princípio básico da física.

Embora essas telhas sejam mais caras do que as placas mais antigas e por isto mais conhecidas, conforme os fabricantes italianos, a Tegola Solare substitui os painéis solares e geram aproximadamente 3kw de energia em uma área de 40m² instalado, conseguindo suprir toda a necessidade de energia de uma única casa.

Publicidade

Um exemplo de sucesso da telha solar é a cidade de Veneza na Itália, pois o país em si tem muitas construções antigas e com centros históricos que não podem ser drasticamente alterados, o que impede a instalação dos grandes painéis de sol.

Um outro fator facilitador para esta nova invenção tecnológica e arquitetônica de captação de energia é que as telhas solares são muito simples de serem instaladas, já que obedecem as regras de instalação de qualquer outro tipo de telhado. O que deve ficar claro é que quanto maior a área do telhado, maior será a captação da luz do sol, o que varia unicamente de acordo com o desejo do proprietário do imóvel. #Inovação #Curiosidades