‘’Abismo de Paixão’’ vem fazendo bastante sucesso no SBT (segundo dados do IBOPE). A novela estreou na última segunda. Como a maioria já percebeu, a novela traz a mesma história de ‘Canavial de Paixões’, versão produzida pelo SBT em 2003, e sendo reprisada em 2005, 2010 e 2012.

Mas você sabia que a versão original também é mexicana? E que foi já foi exibida no Brasil? Sim, a versão mexicana foi exibida na Rede CNT/ Gazeta, em 1997. Na época, teve sua reta final exibida com legendas, devido a uma greve de dubladores.

Os Protagonistas

Daniela Castro foi Julia em ‘Cañaveral de Pasiones’. Já em ‘Canavial de Paixões’ Bianca Castanho assumiu a personagem Clara, enquanto em ‘Abismo’ Angelique deu vida a Elisa.

Publicidade
Publicidade

Juan Soler foi Pablo na primeira versão mexicana. No remake brasileiro, Gustavo Haddad fez o Paulo, e David Zepeda, Damião.

Curiosidade: Juan Soler chegou a ser cotado para interpretar o personagem Rogério, pai de Damião, na primeira fase de Abismo de Paixão.

Os Amigos

Francisco Gattorno interpretou Juan de Dios, enquanto Tierry Figueira deu vida ao João de Deus, na versão do SBT. Mark Tacher foi Gael, em 'Abismo de Paixão'.

Curiosidade: Francisco Gattorno também trabalhou em 'Abismo de Paixão', desta vez fazendo um personagem de menor destaque.

A famosa atriz Patricia Navidad interpretou Mireya, enquanto, na versão brasileira, Ana Cecilia Costa deu vida a Mirela. Já, na última versão mexicana, Livia Brito assume a personagem com o nome de Paloma.

Personagens-chave da história

Azela Robinson deu vida à provocante Dinorah Faberman, enquanto, na versão brasileira, Helena Fernandes foi a Raquel.

Publicidade

Já em 'Abismo', Sabine Moussier, mestre em vilãs, foi a sensual Carmem. Raquel foi a vilã mais contida nas três versões, enquanto as mexicanas abusaram da sensualidade e roupas provocantes.

Na versão mexicana, Leonardo Daniel foi Fausto, na versão brasileira, Jandir Ferrari assume o papel. Em 'Abismo de Paixão' o personagem, agora chamado Augusto, coube a Alejandro Camacho.

Angélica Aragon, uma das atrizes mais conceituadas do México, foi Josefina, a amargurada mãe do mocinho. Na versão brasileira, Débora Duarte foi Tereza, uma de suas melhores atuações na carreira de atriz. Blanca Guerra também deu outro show de atuação na pele de Almerinda.

Participações especiais

A mãe da protagonista, que morre ainda na primeira fase, na versão original, foi interpretada pela belíssima atriz Felicia Mercado, na pele de Margarita. Já, na versão brasileira, outra atriz bela deu vida à personagem Débora, enquanto em 'Abismo de Paixão' foi Ludwika Paleta.

Já o personagem Amador foi interpretado por César Evora, que, em 'Abismo de Paixão', repetiu o mesmo personagem. Enquanto na versão brasileira, o papel coube a Victor Fasano.

Abaixo você confere um vídeo com todos os personagens, nas três versões.

  #Televisão #Novelas #Novela Mexicana