A Câmera Legislativa do Distrito Federal saiu na frente e é a primeira a autorizar Canabidiol pelo SUS, de acordo com o projeto de lei 41/2015 que agora autoriza a substância que é derivada da maconha entre os medicamentos que são fornecidos pelo SUS para aqueles pacientes com epilepsia.

Rodrigo Delmasso é o autor do projeto e sua assessoria confirmou que a Câmara do DF é a primeira no Brasil a aprovar esta iniciativa que irá beneficiar a vida de tantos brasileiros.

Publicidade
Publicidade

Agora o Governador Rodrigo Rollemberg tem um prazo de 30 dias para sancionar a lei, ou então vetá-la, por isto os pacientes, parentes e amigos aguardam ansiosos e torcem para que Rollemberg tenha o bom senso de querer ajudar tantos pacientes que sofrem com epilepsia.

No caso do governador do Distrito Federal sancionar o projeto, a Lei nº 4.202, de 3 de setembro de 2008 que é a responsável pela instituição do programa voltado para a prevenção à Epilepsia e também assistência integral a estes pacientes no Distrito Federal passará por modificações.

Publicidade

Esta lei é responsável por informar todos os medicamentos que o Sistema Único de Saúde deve fornecer para quem tem esta enfermidade.

O projeto de lei apresentado por Delmasso reza que o Canabidiol só poderá ser usado por pacientes que tiverem a indicação médica.

O Canabidiol é extraído da Cannabis sativa, conhecida popularmente como maconha e tem sido apontado como uma das melhores alternativas para combater convulsões que é resultante de várias doenças, como por exemplo, a epilepsia.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo

No início deste ano a Agência Nacional de Vigilância Sanitária deixou muitos brasileiros mais esperançosos ao eliminar o Canabidiol da lista que traz as substâncias proibidas, passando-o para uma outra lista onde constam as substâncias que podem ser usadas desde que haja um controle. E já a partir do mês de maio a agência autorizou uma norma que veio facilitar a importação do Canabidiol.

No restante do Brasil as famílias continuam tendo que entrar na justiça para terem acesso à substância.

No Espírito Santo os pais de uma jovem de 13 anos conseguiram uma sentença favorável à filha e já receberam a 1ª remessa de Canabidiol.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo