Um bebê de apenas dois anos de idade, da cidade de Bauru (SP), tem feito sucesso nas redes sociais e ganhado vários seguidores após sua mãe começar a contar a história de muitas lutas vencidas desde que nasceu o Super Chico, nome pela qual ficou conhecido na rede.

Ele agora conta com mais de 50 mil seguidores no Instagram. O bebê Francisco Guedes Bombini, que tem síndrome de down, teve que passar por sete cirurgias ao todo desde o seu nascimento, que englobam desde problemas renais, cardíacos e hipotireoidismo.

Publicidade
Publicidade

A mãe e advogada, Daniela Guedes Bombini, conta, orgulhosa, que mesmo passando por todas as cirurgias, o bebê saía sorridente de todas elas, e relata que o filho Chico veio para a ensinar muitas coisas, e que, mesmo com tantos problemas, ao olhar a criança ela se esquece de todos.

A história do Super Chico

Francisco, que nasceu prematuro, passou seus primeiros seis meses internado no hospital. A mãe conta que o apelido Super Chico foi criado durante esse tempo que ele passou no hospital e passou por diversas cirurgias, onde ganhou muitas batalhas para sobreviver.

Publicidade

O nome é uma homenagem a São Francisco de Assis, e a inspiração do nome artístico vem dos super heróis. Daniela então decidiu que contaria a história de seu filho, seu super herói particular, nas redes sociais. A página agora tem milhares de seguidores.

Ela conta os momentos vividos durante o período em que o bebê passou na UTI do hospital, e relata que cada dia era um desafio para todos, mas acompanhado dos desafios, vinham as vitórias.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Saúde

A mãe relata que começou a vestir o bebê com fantasias por perceber que a força do filho seria digna de um super herói. Além do intuito de deixar o ambiente hospitalar mais leve, em tom de brincadeira.

Carinho de perto e de longe

Daniela diz que passou a contar com mensagens de todos lugares do país, e, inclusive, de outros países, como a Rússia. As demonstrações de afeto eram inúmeras, mas um fato que chamou atenção da mãe foi que as pessoas em situações difíceis estariam se inspirando nas fotos de seu bebê, e também outras mãe com crianças que possuem síndrome de down.

Entre os elogios recebidos, muitos exaltam a forma leve como eles levavam a vida, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas. Muitas das mensagens vinham de mães muito novas que ainda não sabem lidar com seus filhos portadores da síndrome de down. Apesar de não viver mais no hospital, o bebê é mantido em um sistema de cuidados em casa, e, ao sinal de qualquer problema, ele é imediatamente hospitalizado.

Publicidade

Para comemorar tudo o que Super Chico tem passado durante seu um ano de vida, sua mãe Daniela resolveu dar uma festa em sua homenagem, que contou com barracas de vendas, que tiveram sua renda toda revertida para associações sociais. O evento contou com a presença de mais de mil pessoas, mas o bebê, que passou mal, foi internado um dia antes de sua festa. O evento se consolidou, e em seu segundo ano a dose foi repetida, e a renda do evento foi novamente revertida para associações sociais.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo