Relacionamentos são sempre complicados e difíceis de manter sem conflitos. Recentemente, a apresentadora Ticiane Pinheiro usou as redes sociais para anunciar que estava voltando com o seu ex, agora atual, o jornalista Cesar Tralli. Mas será que é possível manter uma relação saudável o suficiente para não viver de idas e vindas?

No caso da apresentadora, o Relacionamento já ia em dois anos quando eles romperam em outubro do ano passado.

Situações como estas não são nada raras, na verdade é bem comum vermos por aí casais que brigam, separam, e algum tempo depois lá estão eles, juntinhos mais uma vez. Uma psicóloga conta que, com algumas dicas, é possível manter uma relação sem essa característica ioiô, mas é preciso muita paciência e força de vontade de todos os envolvidos.

As dicas da psicóloga

Sabrina Gonzalez traz dicas para quem quer acabar com esse vai e volta nos relacionamentos.

Segundo a especialista, este tipo de atitude só mostra que os integrantes da relação estão com grave baixa autoestima, por isso que a primeira dica é analisar se realmente vale a pena insistir e tentar novamente. Depois das respostas dos dois sobre este questionamento é possível partir para a próxima etapa.

As chances de dar tudo errado mais uma vez são grandes, por isso, a dica número dois é valiosa: comecem tudo do zero.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Relacionamento

Eliminar o que não agrada o outro e o que não faz bem para a relação é um ponto-chave para as coisas começarem a andar.

A imaturidade sempre está presente nesse tipo de relacionamento. Isso acontece quando "ambos não conseguem lidar com as adversidades que vão surgindo na vida a dois". Segundo Sabrina, pessoas maduras não vivem nessas inconstâncias, portanto, reavaliar juntos o comportamento que estão tendo é essencial.

Não se pode viver um relacionamento onde o primeiro sinal de briga já é motivo de separação. É preciso que se entenda de uma vez por todas que procurar soluções para o problema juntos, dialogando, é sempre a melhor decisão. Portanto, a dica número três é: crescer e amadurecer.

Evitem os mesmos erros, essa é a quarta dica. Se terminou o namoro por determinado motivo, ciúmes exagerado ou traição, não cometa o mesmo erro duas vezes.

Ligar o sinal de alerta é importante nesses casos. Use a inteligência e não vacile. A psicóloga cita uma frase de um grande pensador que vale a reflexão para o casal: "O problema não é ter problemas, mas sim, ter os mesmos problemas".

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo