O momento em que a namorada chega para o namorado e diz que está grávida deve ser muito tenso. Só quem já passou por isso pode dizer o quanto essa situação é embaraçosa.

Um print que está circulando pela internet em sites de humor e em páginas do Facebook chama a atenção para este momento dramático, que em alguns casos pode ser levado de forma bem-humorada.

“Querido, acho que to grávida”, diz a mulher na Conversa que foi 'printada' e ganhou a internet.

A resposta do namorado diante de tal notícia foi surpreendente.

“O número que vc enviou não está disponível no momento”, respondeu o namorado. Para alguns, o homem identificado como Thiago agiu com bom humor. Para outros, ele queria fugir da responsabilidade de ser pai.

“Eu sei q é tu Thiago, tu escreveu ‘vc’ na mensagem”, respondeu a mulher, aparentemente irritada com a situação. Thiago, em sua agenda de telefone, é chamado de Amorzinho.

A conversa aconteceu via SMS.

“O número que você* enviou não está disponível no momento”, respondeu Thiago. A conversa continuou com toda certeza, mas o print para por aí. Não dá para saber como tudo terminou, mas é possível imaginar.

Brincadeira e seriedade

Thiago, muito provavelmente, brincou com sua namorada – cujo nome não é identificado na troca de mensagens, mas muitas vezes situações como esta são reais e tristes.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Maternidade

São muitos os casos em que os homens não assumem a paternidade e a mulher fica com a responsabilidade de criar, educar e sustentar o filho sozinha. Muitas vezes, conta somente com a ajuda de seus pais para fazer isso.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 37,3% das famílias brasileiras eram chefiadas por mulheres em 2010. O número impressiona. No ano 2000, era de aproximadamente 22,2%.

O número de mulheres solteiras, com filhos, cresceu de 11,6%, no ano 2000, para 12,2%, em 2010. Para se ter uma ideia da discrepância, o número de homens solteiros com filhos era de 1,5%, no ano 2000, e subiu para 1,8%, em 2010. Os números de mulheres sozinhas que criam seus filhos é seis vezes maior do que o de homens.

Como se pode notar pelos números, embora no print o homem identificado como Thiago possa estar brincando, a situação é séria.

Muitos homens não assumem seus filhos, deixam as mulheres sozinhas e vão embora, sem contar aqueles casos em que o homem engravida mais de uma mulher praticamente ao mesmo tempo e não assume nenhum dos filhos. Por conta disso, em qualquer lugar que uma pessoa tenha que fazer cadastro, o nome do pai não é obrigatório ser preenchido, já que muitas pessoas não foram registradas pelo pai.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo