"Tainá" foi um dos grandes sucessos do cinema nacional. Lançada no ano 2000, a história da pequena índia brasileira trazia um apelo ambiental muito necessário, e chegava a pessoas de todas as idades. O filme fez um sucesso estrondoso com as crianças e ganhou uma sequência em 2004, com a mesma protagonista e a mesma proposta de chamar a atenção para questões que envolvem a fauna e flora brasileira.

No papel principal estava a descendente indígena Eunice Baía, de apenas 8 anos, que foi escolhida em uma seleção de mais de 3 mil crianças para viver Tainá.

A garota vivia no Pará, mas depois de conquistar o papel se mudou para São Paulo, onde vive até os dias atuais. Apesar do sucesso estrondoso, Eunice declarou pouco tempo depois que não queria mais seguir a carreira de atriz e passou a viver longe dos holofotes.

No final de agosto, no entanto, ela publicou uma foto que fez parte de seu primeiro ensaio sensual. Aos 27 anos, a indiazinha Tainá decidiu tirar a roupa e se despir da vergonha em frente às lentes do fotógrafo Bernie Walbenny.

O ensaio é uma sequência de fotos preto e branco da ex-atriz nua ou seminua, e mostrando espontaneidade e alegria. As fotos foram recebidas com elogios pelos poucos seguidores de Eunice, que hoje se dedica à carreira de designer de moda, além de cuidar do filho Antônio, de 5 anos.

Em sua descrição de perfil, ela não faz menção ao seu importante trabalho no cinema nacional. O último trabalho da jovem na televisão foi em 2007, na produção global Amazônia: de Galvez a Chico Mendes.

Depois disso ela protagonizou o curta-metragem Aguasala, em 2012, e não fez mais nenhum trabalho.

Enlouqueceu de alegria quando recebeu a notícia do trabalho no filme

Apesar de hoje não demonstrar nenhum interesse pelo trabalho como atriz, Eunice declarou, em algumas entrevistas, que se lembra exatamente do momento em que descobriu que aconteceria a seleção para o filme Tainá.

Ela contou que estava voltando para casa depois da creche com uma coleguinha, em Vila do Conde, cidade paraense em que vivia, quando soube que aconteceria a seleção.

Então, ela começou a insistir para a mãe levá-la aos testes e elas viajaram a Manaus para realizar esse sonho. Em 2013, foi lançado mais um filme da franquia, intitulado "Tainá 3 – A Origem".

Eunice não foi escalada para trabalhar, mas disse que participou ativamente da produção, inclusive na escolha da nova interprete da indiazinha, que dessa vez ficou por conta da atriz Wiranu Tembé, que realmente vivia em uma tribo indígena e sequer falava português até conseguir o papel.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!