Muitas mulheres não sabem, mas, dormir sem usar calcinha proporciona grandes benefícios para a saúde. A região íntima da mulher fica muito tempo abafada pelo uso de calcinha e pelas roupas do dia a dia. A noite é um momento propício para dar uma folga.

Por isso, dormir sem calcinha é extremamente aconselhável. Tudo é uma questão de hábito. Seria aconselhável que todas as mulheres aderissem a esse hábito para que pudessem se beneficiar dos benefícios que essa prática proporciona.

Publicidade
Publicidade

Confira logo abaixo os benefícios dessa prática:

Redução da proliferação de fungos

Fungos gostam de lugares mais abafados. Quando a região íntima fica ventilada, ela não se torna tão propícia para a proliferação dos fungos. Uma das infecções fúngicas muito comum nas mulheres é a candidíase. Mulheres que têm esse tipo de infecção apresentam os seguintes sintomas: inflamação vaginal, eritema, dor na hora da relação íntima ou no ato de fazer xixi. Dormir sem calcinha poderá ajudar na prevenção dessa infecção.

Confira os benefícios de dormir sem calcinha
Confira os benefícios de dormir sem calcinha

Controle do corrimento vaginal

O corrimento vaginal poderá surgir por causa do desequilíbrio do pH vaginal, ou, então, por causa de uma infecção fúngica, como é o caso da candidíase. Quando se cria o hábito de dormir sem calcinha, a mulher estará ajudando a evitar essas duas causas.

Ajuda no controle do equilíbrio da flora

Embora muitas mulheres não saibam, o pH da vagina quando está em equilíbrio gira em torno de 3,8 a 4,2. Quando o pH está em desequilíbrio, a região poderá fazer com que micro-organismos não consigam sobreviver.

Publicidade

O micro-organismo Bacilos de Doberlein é extremamente importante para manter o sistema imune equilibrado.

Quando a flor microbiana se desequilibra. a mulher ficará mais vulnerável a ter infecções. Quando a região íntima da mulher fica abafada, úmida e escura, ela se tornará um ótimo ambiente para o aumento de bactérias e fungos. A consequência disso é o desequilíbrio do pH, que tende a diminuir.

Sendo assim, a acidez da região não será capaz de proteger a área e, dessa forma, a mulher ficará mais propensa a contrair doenças.

Aumento da circulação

O fluxo da região vaginal aumentará por consequência dessa prática. Uma circulação maior fará com que nutrientes e oxigênio sejam facilmente transportados para o tecido da área. Isso ajudará no fortalecimento do sistema imune. A região íntima da mulher se tornará cada vez mais saudável e mais resistente ao surgimento de doenças.

O que você achou dos benefícios? Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo.

Publicidade

Leia tudo e assista ao vídeo