A série “Vikings” se tornou bastante popular nos últimos anos. Isso porque a produção conta a história dos antigos nórdicos, conhecidos pelo seu estilo de vida peculiar. Um dos personagens que mais chamam a atenção é Ragnar Lothbrok (Calças Peludas, na tradução ao pé da letra).

Na produção do History, ele é descrito como uma pessoa simples, que, através de sua coragem, acabou se tornando importante para a história.

No entanto, o personagem realmente existiu na vida real? Sua trajetória e feitos são relatos em vários poemas e também lendas nórdicas. Historiadores apontam divergências históricas que afirmem que o grande viking tenha realmente existido, porém, de fato seu nome é apontado historicamente.

Vários fatos são atribuídos a Ragnar, e um deles diz que ele era filho de Sigurd Hring, um rei que governou a Suécia e que também teria se casado por, pelo menos, três vezes.

Assim como na série, a primeira esposa do guerreiro viking foi a escudeira Lagertha [VIDEO].

A segunda teria sido Thóra, e, por último, Aslaug, que na produção televisiva foi a responsável pelo término do relacionamento de Ragnar e Lagertha, assim como o nascimento de seus demais herdeiros.

Terror na Europa

Na série, Ragnar é retratado como um rei cruel e guerreiro impiedoso com seus inimigos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Seriados Cinema

Não é à toa que seu nome ficou gravado na história e suas conquistas ultrapassaram gerações. O grande líder viking foi responsável por comandar várias incursões vitoriosas pela Europa, deixando seus inimigos aterrorizados com seus feitos.

Um de seus ataques mais conhecidos aconteceu no ano de 845, quando Ragnar fez um grande cerco a Paris. Na época, ele liderou um grande exército com centenas de guerreiros vikings subindo o rio Sena, contando com 120 navios.

O rei franco Carlos 2° tentou conter as forças do inimigo enviando um pequeno exército para o local, no entanto, ele recuou após a metade de seus homens ser morta. Com isso, Ragnar conseguiu tomar Paris, ocupando o local até receber um resgate no valor de 7,000 libras francesas.

Morte

A morte do grande rei viking é mostrada na série através de uma cena triste e muito melancólica.

Na vida real existem duas versões sobre a sua morte sendo a primeira por serpentes venenosas, após ser capturado pelo rei da Nortúmbria, Ælla.

Ele foi jogado em um fosso repleto de serpentes venenosas e enquanto agonizada devido as picadas das cobras, jurou que sua morte seria vingada por seus filhos. O fato aconteceu e seus herdeiros lideraram um grande exército contra a Nortúmbria. O rei foi submetido a "Águia de Sangue", método utilizado pelos vikings para matar lentamente seus inimigos.

A segunda forma da morte de Ragnar diz que ele teria morrido de disenteria, na Dinamarca, após o cerco em Paris.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo