5 grandes 'vilões' que passaram pelo 'Big Brother Brasil'

Manipulações e intrigas marcam os principais vilões do 'BBB'. (Arquivo Blasting News)
Manipulações e intrigas marcam os principais vilões do 'BBB'. (Arquivo Blasting News)

Alguns dos ex-brothers desagradaram uma parte do publico por suas ações dentro da casa.

Não perca as atualizações mais recentes
Clique nos tópicos de interesse e comece a segui-los. Nós vamos sempre te manter atualizado com as principais notícias.
clique para ver o vídeo
'Big Brother Brasil' 5 grandes 'vilões' que já passaram pelo programa
1

Paula Von Sperling - 'BBB19'

Paula foi a vencedora do 'BBB19'. Apesar de ter ganhado o programa, teve diversas atitudes que deixaram o público "revoltado", como os comentários preconceituosos referentes a Rodrigo, de quem disse ter medo por ter “contato com esse negócio de Oxum”.

2

Patrícia - 'BBB18'

Entre os fatores que forçaram a eliminação de Patricia do 'BBB', encontra-se a revolta do público pelo seu incentivo para que Kaysar, seu affair, votasse em Gleici para o paredão, sendo ela (Gleice) a queridinha do público na edição.

3

Marcos Harter - 'BBB17'

Marcos foi expulso do programa, após acusações de agressões a Emilly Araújo. Suas atitudes deixaram o público do lado de fora indignado.

Ver essa foto no Instagram

Ex-BBB Marcos Härter viabiliza seu nome para a candidatura ao Senado no estado de Mato Grosso Cirurgião pretende concorrer à vaga que será deixada pela ex-juíza Selma Arruda. Marcos Härter é um cirurgião plástico gaúcho que reside em Sorriso MT há quase uma década. Em 2017, o médico participou de dois realities show (Big Brother Brasil da Rede Globo, e A Fazenda da Record), nos quais, devido à sua forte personalidade, adquiriu milhares de fãs e seguidores por todo o país. Sempre polêmico, o cirurgião afirma não ter “rabo preso” com ninguém e está sempre questionando aquilo que poucos têm coragem de questionar. Na área médica, o cirurgião possui três projetos sociais - Nariz Sem Bullying, Dumbinho (correção de orelhas em abano) e Silicone MT - que visam levar a cirurgia plástica às pessoas menos favorecidas. Esses trabalhos já atingiram cerca de mil pacientes, comenta o médico. Em 2018, concorreu para o cargo de deputado federal pelo Mato Grosso (PSC), no qual, através de uma campanha estritamente online, obteve 16.305 votos sem nunca ter atuado na área política anteriormente. Como cidadão comum, Dr. Marcos acredita que atingiu o limite da sua capacidade em ajudar o próximo. Dessa forma, pretende ingressar na área pública para magnificar suas ações sociais através da bagagem que adquiriu na vida privada. Em sua campanha para deputado federal, Harter propôs a vinda de uma filial do Hospital do Câncer de Barretos para Sinop-MT, o qual iria suprir uma demanda cada vez maior de pacientes oncológicos no estado. No agronegócio, suas propostas visavam fomentar a construção de armazéns públicos para a estocagem do grão, assim como a criação de ferrovias e hidrovias otimizando, dessa forma, o escoamento da safra. Aos moldes da Lei de Responsabilidade Fiscal, na qual o parlamentar responde por improbidade administrativa, Härter propôs a Lei de Responsabilidade Educacional, na qual o gestor perderia seus direitos políticos por 12 anos caso não cumprisse com a cota mínima de investimentos em educação e/ou fosse evidenciado retrocessos na qualidade da formação dos alunos da rede pública. CONTINUA NOS COMENTÁRIOS

Uma publicação compartilhada por Marcos Harter (@drmarcosharter) em

Não perca a nossa página no Facebook!