5 grandes erros militares cometidos na história

Batalha de Balaclava foi marcada por alguns erros militares. (Arquivo Blasting News)
Batalha de Balaclava foi marcada por alguns erros militares. (Arquivo Blasting News)

Existem erros militares que fizeram os exércitos favoritos perderem os conflitos e seus desdobramentos

Não perca as atualizações mais recentes
Clique nos tópicos de interesse e comece a segui-los. Nós vamos sempre te manter atualizado com as principais notícias.
clique para ver o vídeo
Políticos comentam veto de Bolsonaro a projeto de distribuição gratuita de absorvente

Na história militar, a guerra se configura normalmente como um jogo de números, em que os exércitos mais bem preparados e com vantagem numérica ganham o conflito. Contudo, isso somente ocorre se não acontecer algo improvável ou o comandante cometer um grave erro, normalmente evitável e desnecessário, o que acaba se tornando fundamental para o resultado do confronto bélico.

1

A Invasão Inglesa do Afeganistão - 1838

O Afeganistão é um país difícil de ser invadido. Nos últimos 3 séculos, quase nenhuma nação conseguiu invadi-lo, independentemente do tamanho de seu exército, muito devido ao seu terreno acidentado. Um desses países que tentou sem sucesso a invasão foi o Império Britânico, em 1838. Após se estabelecer na capital afegã, a população se revoltou contra as tropas britânicas, forçando a sua retirada para a Índia. (Foto: Reprodução/Wikimedia Commons)

2

A Batalha de Dien Bien Phu - 1954

A guerra de independência do Vietnã contra a França foi um longo conflito, de início nada favorável aos rebeldes, até batalha de Dien Bien Phu. Nesta região cercada por colinas, os franceses montaram uma posição fortificada no vale. Os vietnamitas, em um esforço logístico gigantesco, carregaram toneladas de artilharia para o topo das montanhas e bombardearam os franceses. O que era uma posição defensiva impenetrável, acabou se tornando uma armadilha mortal. (Foto: Reprodução/Wikimedia Commons)