A Marinha é um dos entes das Forças Armadas, cuja função é essencial na política de segurança nacional. É uma instituição nacional que, junto com Exército e Aeronáutica, têm a função de defender a Pátria e garantir a lei e a ordem. Os membros das Forças Armadas compõem um grupo especial de servidores da Pátria e são chamados de militares.

Para ingressar nas Forças Armadas o cidadão deve preencher alguns requisitos estabelecidos por lei e também os regulamentos do ente que escolheu. Esse ingresso é disponibilizado mediante nomeação ou matrícula. Além disso, quem tem interesse pode estudar em instituições vinculadas às Forças Armadas - uma delas, o CIAA, um dos centros de ensino da Marinha, é nosso tema a partir de agora.

CIAA: a formação e pós-formação de cabos e sargentos

O ensino militar na Marinha é regido pela Lei 11.279/06. A educação militar segue uma formação contínua e progressiva, começando na formação inicial e chegando a níveis mais elevados de qualificação. O objetivo do ensino militar é promover a seus alunos o conhecimento necessário - básico, profissional e militar-naval - para que eles cumpram a sua missão de forma eficiente.

O CIAA - Centro de Instrução Almirante Alexandrino, no Rio de Janeiro, é uma das instituições que forma os interessados em seguir a carreira militar. Os cursos do CIAA são de nível técnico e se destinam à formação e pós-formação de cabos e sargentos da Marinha e formam militares para o Corpo Auxiliar de Praças (CAP) e para o Quadro Técnico de Praças da Armada (QTPA).

O ingresso nos cursos é via aprovação em concurso público.

Corpo Auxiliar de Praças (CAP)

Entre os cursos de formação oferecidos estão: Administração, Geodésia e Cartografia, Enfermagem, Estruturas Navais, Mecânica, Meteorologia, Motores, Patologia Clínica, Química, Radiologia Médica e Telecomunicações, entre vários outros.

A formação de CAP é oferecida também a mulheres que desejam entrar para a Marinha.

O nível de escolaridade adquirido é médio técnico. Candidatos podem ingressar com o ensino técnico médio completo, feito no meio civil e durante a carreira fazer cursos de qualificação técnica e de especialização da Marinha, e conseguir as graduações.

As Praças têm as seguintes graduações:

  • grumete
  • marinheiro
  • cabo
  • terceiro, segundo e primeiro-sargento
  • suboficial

A função do CAP é prestar apoio às gestões Operativa, de Saúde e Administrativa da Marinha. Suas atividades são exercidas em terra, mas podem embarcar em navios caso seja necessário.

O curso de formação Militar Naval dura 17 semanas e, se aprovados, o candidato é nomeado Cabo e pode permanecer assim por até seis anos, depois faz um curso para habilitação a Sargento e assim por diante, até chegar à nomeação de suboficial.

Ao alcançar o posto de Terceiro-Sargento, a partir do quarto ano nessa graduação, pode ingressar no Quadro de Oficiais, via concurso interno. Para isso, é preciso que tenha nível superior em qualquer área de interesse da Marinha - podendo chegar ao posto de Capitão-de-Mar-e-Guerra.

Quadro Técnico de Praças da Armada (QTPA)

Forma praças em nível médio técnico nas seguintes áreas:

  • Eletroeletrônica (técnico em eletromecânica, eletroeletrônica, eletrônica, eletrotécnica naval, mecatrônica e outros)
  • Mecânica (técnico em manutenção de máquinas pesadas, mecânica de precisão, mecânica naval e outros)

As Praças da Armada são responsáveis pelo guarnecimento dos submarinos, navios de superfície e das aeronaves. Executam tarefas de operação e manutenção de sistemas e equipamentos, conservação de materiais e compartimentos e outros.

Após o período de formação, se aprovado, o candidato é nomeado Terceiro-Sargento, e ir se especializando para se graduar aos postos seguintes. Também pode ingressar no Quadro de Oficiais e chegar ao posto de Capitão-de-Mar-e-Guerra, assim como as praças do CAP, a exigência, neste caso, é que seja a partir do quarto ano como Segundo-Sargento.

A duração dos cursos de formação para o QTPA é de 30 semanas para a formação de sargentos; 25 smanas de curso de aperfeiçoamento e 24 semanas para o curso de subespecialização.

Mais informações podem ser obtidas no site oficial da Marinha do Brasil.