O Brasil voltou a cravar a sua bandeira no topo do mundo do Tênis neste sábado (30). O mineiro Bruno Soares, ao lado do britânico Jamie Murray, sagrou-se campeão da chave masculina de duplas do Aberto da Austrália – primeiro dos quatro Grand Slams da temporada. Na final, eles bateram os experientes Radek Stepanek e Daniel Nestor, de virada, com parciais de 2/6 6/4 7/5, depois de 2h18min de confronto.

O resultado surge para coroar o início de temporada arrasador que Soares vem tendo. Ainda antes do final de 2015, ele tornou pública a decisão de modificar o seu parceiro de duplas. Desde 2012, o mineiro vinha atuando ao lado do austríaco Alexander Peya. Ambos sagraram-se vice-campeões do US Open de 2013, e apesar de seguirem respeitados como uma das duplas mais fortes no circuito, decidiram interromper a parceria.

Canhoto, Jamie Murray parece ter sido a peça que faltava para completar o jogo do brasileiro. O britânico, que é irmão do astro Andy Murray, vinha, ao contrário de Bruno, de uma boa temporada em 2015, com os vice-campeonatos de Wimbledon e US Open ao lado do australiano John Peers. Mas o início de 2016 da nova parceria Soares/Murray é de surpreender até os mais otimistas.

Logo no primeiro torneio oficial, a dupla faturou o ATP 250 de Sydney, um dos primeiros torneios preparatórios para o Australian Open.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Tênis

Na sequência, chegaram à fase de semifinal do sempre forte torneio de Doha, jogado no Qatar. E o grande resultado veio a seguir: com o título na Austrália, tanto Soares quanto Murray entram para a seleta galeria de tenistas campeões de Grand Slams.

Em sua página oficial no Facebook, Bruno Soares demonstrou incredulidade ao comentar o grande feito deste sábado:

“Não sei o que falar. Complicado dizer alguma coisa agora.

O Australian Open é um tipo de torneio que entra na nossa mente desde criança. Um sonho. Depois vai se tornando realidade, aí vira objetivo e agora se transformou em título. Indescritível. Agradeço a todos que me apoiaram”, escreveu o mais novo campeão do Aberto da Austrália.

Brasil mostra a sua força nas duplas

Com o passar dos anos, o tênis brasileiro tem demonstrado cada vez mais a sua força nas duplas.

Em 2015, o também mineiro Marcelo Melo conquistou o seu primeiro Grand Slam ao vencer Roland Garros ao lado do croata Ivan Dodig. De quebra, fechou o ano como o número 1 do ranking da categoria na ATP.

Agora é a vez de Bruno Soares voltar a brilhar. Com o Aberto da Austrália, ele conquista pela primeira vez um Grand Slam na prova de duplas masculinas. Por duas ocasiões, Soares já havia vencido o US Open em duplas mistas, nos anos de 2012 e 2014, atuando, respectivamente, ao lado da russa Ekaterina Makarova e da indiana Sania Mirza.

Com uma nova parceira, Bruno ainda tentará fazer história nessa edição do Australian Open. Jogando com a russa Elena Vesnina, o brasileiro jogará a final de duplas mistas na madrugada deste domingo (31), diante da norte-americana Coco Vandeweghe e o romeno Horia Tecau, em jogo que antecede a final masculina entre Novak Djokovic e Andy Murray. A missão de Bruno Soares na Oceania ainda não acabou.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo