A tecnologia será uma das protagonistas da cobertura que a Globo está preparando para a Olimpíada do Rio de Janeiro em agosto com direito a várias novidades.

Além do número expressivo de profissionais escalados para o evento esportivo - mais de 2000 -, a emissora carioca apostará fortemente na mesa tática, já comum entre os comentaristas durante as transmissões de futebol.

Agora, o recurso ganha versões para o vôlei, basquete, handebol, vôlei de praia e natação, segundo informa a coluna do jornalista Flávio Ricco.

Ou seja, com essas ferramentas, os comentaristas poderão mostrar cada lance e também exemplificar as estratégias adotadas pelos jogadores.

A do futebol também vem turbinada, com direito ao foco na "jogabilidade", ou seja, mostrar passes que, na teoria, teriam resultado em gols. Ao telespectador, vai ser possível compreender melhor o vai e vem no campo com o uso de projeções holográficas, dando destaque às poses e reações dos jogadores virtuais.

Mas não para por aí: a emissora da família Marinho surgirá como a primeira no mundo com uma Unidade Móvel com tecnologia 4KIP, com ferramentas que disponibilizam qualidade máxima de imagem e equipada com infraestrutura ágil e eficiente. A UM tanto poderá ser utilizada em eventos esportivos como em shows e outros tipos de atrações ao vivo.

O projeto é uma parceria da Globo com a Sony e Image e estará em uso especialmente nas transmissões do vôlei ocorridas no Maracanãzinho (Rio de Janeiro), que serão geradas pelo canal, completa a publicação.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Televisão

Ao mesmo tempo em que a rede carioca investirá pesado nos Jogos Olímpicos, os outros canais abertos com os direitos de transmissão, Band e Record, farão coberturas mais modestas, especialmente em razão da crise econômica enfrentada pelo Brasil. A Band, inclusive, chegou a cogitar que seus profissionais nem iriam aos estádios para as narrações, ou seja, com as mesmas realizadas diretamente de seus estúdios no Morumbi.

O canal voltou atrás e decidiu que em partidas importantes seus funcionários se deslocarão e farão os trabalhos in loco.

Como sabido, na semana passada a emissora do Morumbi anunciou que não renovou com a Globo para o Campeonato Brasileiro, parceria que os dois canais mantinham há anos e que rendia audiência expressiva para a concorrente da platinada. O Brasileirão foi substituído pela animação Os Simpsons, que derrubou os índices da Band.

Às quartas-feiras, a vaga do campeonato será preenchida por episódios do reality show MasterChef Brasil.

A propósito, o novo ministro do Esporte, Leonardo Piccciani, declarou que a mudança no governo brasileiro não oferece risco à Olimpíada 2016.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo