Nesta última quarta-feira (20), a Conmebol emitiu um comunicado e acabou confirmando que 21 clubes se tornaram alvos de investigação em seu tribunal disciplinar. O motivo das investigações é por causa de problemas que ocorreram nas listas de inscritos das suas competições principais de clubes.

No total, oito clubes são brasileiros. Entre eles estão a Chapecoense, Botafogo, Corinthians, Fluminense, Bahia e Santos, participando da Sul-Americana, e os clubes São Paulo e Atlético Mineiro, na Copa Libertadores.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o comunicado, 21 clubes são participantes da Sul-Americana e da Libertadores. Esses clubes enviaram uma lista de jogadores, porém, existem alguns erros nelas.

Por causa dessa situação, a Conmebol se viu obrigada a atuar diligentemente e encaminhar tais erros ao Tribunal Disciplinar para que pudesse ser feito um estudo e consideração a respeito de tudo isso. Entretanto, as competições continuarão normalmente até que o Tribunal Disciplinar chegue a um consenso e tome alguma decisão a respeito do assunto.

Publicidade

A Conmebol também frisou que os erros são de total responsabilidade das federações nacionais e dos clubes. O comunicado deixa claro que é de responsabilidade exclusiva dos clubes e das associações membros a apresentação na forma das listas de jogadores em tempo hábil e nenhum desses erros podem ser de qualquer forma associados à Conmebol.

A investigação dos clubes incluem também o Zulia (Venezuela), Estudiantes de Mérida Fútbol Club (Venezuela), Guaraní (Paraguai), Independiente de Campo Grande (Paraguai), Deportivo Santaní (Paraguai), Sol de América (Paraguai), Unión Española (Chile), Unión La Calera (Chile), Deportes Antofagasta (Chile), Colo-Colo (Chile), Universidad de Chile, Libertad (Paraguai) e Palestino (Chile).

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile antecipa comunicado

Antes mesmo da Conmebol fazer o comunicado, a Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile já havia revelado a investigação. Inclusive, a associação assumiu para si a responsabilidade no caso dos seus filiados que são alvos do tribunal e apontou que de fato cometeu um pequeno erro quando enviou a lista de inscritos dos clubes.

É válido lembrar que este ano o Barcelona de Guayaquil teve o placar sancionado de forma desfavorável de 3 a 0 em uma partida em que o clube havia vencido o Defensor por 2 a 1. O motivo da punição foi pelo fato do Barcelona de Guayaquil ter usado de forma irregular o colombiano Sebastian Perez. O clube equatoriano foi eliminado da competição.

Diante desse problema, a associação solicitou a interrupção das competições. Entretanto, a Conmebol afirmou que esse caso é completamente diferente do que ocorreu com o jogador Sebastián Pérez, do Barcelona de Guayaquil.

Publicidade

A investigação

Até o momento, a investigação encontra-se em andamento e nenhum dos times mencionados recebeu qualquer tipo de punição. As medidas tomadas pela Conmebol serão anunciadas apenas quando o tribunal concluir tudo que precisa e fazer todos os procedimentos legais em relação à apuração das irregularidades. Sendo assim, até o momento, a Libertadores e a Sul-Americana não serão paralisadas e os jogos acontecerão normalmente sem qualquer tipo de intervenção.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo