Não é só de problemas externos que vive o Fluminense. Em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (19), o diretor-executivo de Futebol do clube das Laranjeiras, Paulo Angioni, fez uma revelação bombástica. Segundo o dirigente, insatisfeitos com atraso de salários e outros vencimentos, todos os jogadores do elenco se recusaram a treinar na reapresentação ocorrida pela manhã no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

"Tivemos uma situação desagradável e não houve treinamento por insatisfação dos jogadores por algumas situações que não foram cumpridas.

A gente compreende, entende, e por isso não houve a realização do treino", disse Angioni em entrevista coletiva. "É a posição do grupo. Não é de uma pessoa, uma liderança ou duas. Eles fizeram o que é feito normalmente antes do treinamento [trabalho na academia]. O que não aconteceu foi a ida ao campo", encerrou.

De acordo com o diretor-executivo, o Flu tem pendência de 13º salário, o vencimento de janeiro e duas premiações, sendo, uma delas, a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil. O dirigente assegurou, porém, que, na quarta, o grupo volta a treinar normalmente.

Apresentado, Allan se coloca à disposição para ser escalado em qualquer posição

Antes de conceder entrevista, Paulo Angioni, acompanhado de um sócio-torcedor, apresentou o nono reforço do Fluminense na temporada. Usando a camisa 29, o volante Allan, revelado pelo Internacional-RS e com os direitos federativos pertencentes ao Liverpool, da Inglaterra, deu o pontapé na sua trajetória pela agremiação verde, branco e grená.

O jogador de 21 anos disse aos repórteres que espera ficar por um período superior aos seis meses acordados até o momento e elogiou bastante o grupo tricolor, principalmente o técnico Fernando Diniz e o meia Paulo Henrique Ganso.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Futebol PaixãoPorFutebol

"É um dos fatores que me fez vir para o Fluminense, trabalhar com ele (Diniz), pelas características e a forma de jogo. Espero que ele possa me ajudar muito. O Ganso é um grande jogador, é o maior prazer jogar com ele. Somos um grupo, independentemente de nome. Vai ser o maior prazer atuar do lado dele", disse Allan, que, mesmo sendo volante, colocou-se à disposição para ser escalado em outras funções. "Não tenho problema. Sou um jogador de meio-campo, atuo como primeiro e segundo volante sem problemas.

Sou um jogador que se doa muito para a equipe, tento ajudar da melhor forma. Posso atuar em outras posições, se precisar", encerrou.

Caso seja regularizado a tempo, Allan pode estrear na sexta, quando o Fluminense, a partir das 21h (de Brasília), no Maracanã, enfrenta o Bangu pela rodada de abertura da Taça Rio, terceiro turno do Campeonato Carioca.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo