O derby paulistano entre Palmeiras e Corinthians ganhará mais um capítulo neste sábado (2), quando os times se enfrentam no Allianz Parque pela quinta rodada do Campeonato Paulista, vivendo momentos bem distintos dentro da competição.

O árbitro escolhido para apitar esse duelo recheado de história e rivalidade foi Luiz Flávio de Oliveira. A definição aconteceu após sorteio realizado na sede da Federação Paulista de Futebol.

Publicidade
Publicidade

Ele será auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa.

Invicto na competição, o Palmeiras lidera o grupo B com 10 pontos, enquanto que o Alvinegro, que vem de derrota para o Red Bull Brasil, é apenas o terceiro colocado de sua chave, com quatro pontos. Na atual competição, Luiz Flávio já apitou o jogo de estreia do Palmeiras, quando o Verdão empatou em 1 a 1 com o Red Bull Brasil, em Campinas.

Publicidade

Esse será o quinto clássico entre as equipes conduzido pelo árbitro. O último deles foi em 2012, pelo Campeonato Brasileiro, quando o Alvinegro venceu pelo placar de 3 a 1.

Irmão de árbitro já processou técnico palmeirense

Luiz Flávio de Oliveira é irmão do ex-árbitro e hoje comentarista Paulo César de Oliveira, que já moveu um processo contra o atual técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari, por uma situação ocorrida em um derby, em 2011.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Palmeiras

Na véspera daquele clássico, válido pelas semifinais do Campeonato Paulista e que ficou conhecido pela frase “Fala muito”, de Tite, ao se referir ao treinador palmeirense, um jornal de São Paulo havia noticiado que Paulo César seria o escolhido para apitar a partida.

O jogo foi bastante tenso e o empate em 1 a 1 levou a decisão para as penalidades, e a vitória foi do Corinthians. Ao final da partida, em entrevista coletiva, Felipão afirmou que o árbitro agiu de forma premeditada para prejudicar sua equipe.

“Ele entrou premeditado, é natural. Nós temos um dossiê de 26 jogos em que entendemos que fomos prejudicados. Temos duas solicitações, uma para a CBF e outra para a Federação Paulista pedindo que não colocasse o árbitro. E aí vai no sorteio de oito nomes cai o cara?", disse o técnico.

Incomodado, o árbitro processou o palmeirense exigindo uma indenização no valor de R$ 30 mil. Depois de mais de dois anos, o juiz Edward Wickfield negou o pedido de Oliveira, mas Scolari não escapou de ser punido na esfera esportiva, sendo condenado ao pagamento de multa e suspensão de seis jogos no estadual do ano seguinte.

Publicidade

Outro capítulo marcante de Paulo César com o derby foi em 1999. Foi ele que apitou a decisão do Campeonato Paulista que terminou em uma pancadaria generalizada após o corintiano Edílson provocar os palmeirenses fazendo embaixadinhas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo