Atualmente jogando pelo Maringá, equipe que faz parte da primeira divisão do Futebol do Paraná, o goleiro Victor Golas, que dentre suas conquistas possui o título de campeão da Copa São Paulo de Futebol Junior, façanha conquistada defendendo o modesto América de São José do Rio Preto, deu uma entrevista exclusiva ao site do canal ESPN em que falou sobre sua carreira e a oportunidade de estar, mesmo que por um breve período, em um dos maiores clubes do mundo: o Barcelona.

Publicidade
Publicidade

Como foi parar no Barcelona

Em 2006, e com apenas 15 anos de idade, Victor era o terceiro goleiro do América de São José do Rio Preto na conquista da Copa São Paulo. Na edição seguinte, ele assumiu a titularidade no mesmo torneio e as boas atuações despertaram o interesse de times Europeus, dentre deles, o Sporting e o Barcelona. Outro time foi o Benfica. “Tive convites de Barcelona, Benfica e Sporting. Eles mandaram um olheiro chamado Jean Paul me observar.

Goleiro Victor Golas está no Maringá. (Divulgação/Maringá).
Goleiro Victor Golas está no Maringá. (Divulgação/Maringá).

Foi engraçado, porque mandaram a mesma pessoa, o Luís Oliveira, falar comigo em Araponga”, relembra o goleiro durante a entrevista exclusiva a ESPN. No fim, o Barcelona foi quem acabou levando primeiro a jovem promessa para a Espanha.

No clube catalão ele passou uma temporada de testes na base, onde conseguiu ter contato breve com os jogadores do time principal e observar os treinos. Ele lembra de um treino regenerativo do time principal, quando viu Ronaldinho Gaúcho dando duas voltas no campo fazendo embaixadinhas com a bola e foi só. “Esse foi o treino dele do dia. Para você ver a moral que ele tinha”, disse o goleiro.

Publicidade

Portugal e volta ao Brasil

Após alguns dias no Barça, Jean Paul entrou em contato com Luís Oliveira e pediu para que o goleiro fosse enviado para o Sporting, uma vez que o clube português pretendia colocar o jogador para treinar entre os profissionais e cedê-lo aos juniores apenas nos jogos. Vendo que a concorrência no Barcelona seria muito grande, Victor topou mudar de clube, mas no time de Lisboa teve que disputar espaço com o goleiro Rui Patrício.

Sem muitas oportunidades no clube, Golas passou a jogar por equipes menores de Portugal e de lá foi para a Bulgária, onde atuou pelo Botev Plovdiv. Retornou ao Brasil em 2017, onde defendeu o Linense e o Londrina. No ano passado, ele teve uma rápida passagem pelo Trepça, de Kosovo, porém o clima de guerra no qual vive a região, aliado ao não cumprimento de algumas promessas, motivaram um novo retorno ao futebol brasileiro, agora para vestir a camisa do Maringá.

Publicidade

Leia tudo e assista ao vídeo