O empate em 1 a 1 diante do Tigre, obtido na tarde deste domingo (31), garantiu ao Racing o seu 18º título argentino. O fato, obviamente, gerou muita festa para os torcedores nas ruas de Avellaneda, que buscaram, cada um a sua maneira, achar um jeito de celebrar. Porém houve um apaixonado que passou um pouco dos limites.

Um torcedor foi flagrado pela emissora de TV TNT Sports carregando em suas mãos um crânio humano. O fato gerou curiosidade e uma equipe de reportagem foi até ele saber movido dele estar portando um resto mortal.

Publicidade
Publicidade

“Trouxe o meu avô, Valentín”, disse o torcedor Gabriel Aranda, referindo-se ao objeto como um amuleto. “Tirei ele do nicho durante todo o tempo em que o Racing esteve jogando”. Questionado sobre como seu avô poderia estar se sentindo naquele momento, ele respondeu: “orgulhoso”. O torcedor revelou que tirou o crânio do túmulo em todo o tempo que o time jogou. “Essa é a cabala do Racing", disse.

A foto do crânio do avô Valentín viralizou nas redes sociais e se tornou uma espécie de símbolo para a conquista do Racing.

Torcedor levou crânio do avô para a festa em Buenos Aires. (Reprodução/ Twitter)
Torcedor levou crânio do avô para a festa em Buenos Aires. (Reprodução/ Twitter)

Terceiro clube com mais títulos na Argentina

Com o título conquistado neste domingo (31), o Racing obteve sua 18º conquista do Campeonato Argentino. O clube é o terceiro a ter mais campeonatos nacionais, apenas atrás de Boca Juniors e River Plate.

O empate em 1 a 1 diante do Tigres poderia adiar para a última rodada a conquista do clube, mas o empate, também em 1 a 1 do segundo colocado Defensa y Justicia diante do Unión de Santa Fé decretou o fim da competição.

Publicidade

Assim, o Racing chegou aos 56 pontos contra 52 do seu concorrente, que ainda pode perder o vice-campeonato para o terceiro colocado, Boca Juniors, que tem 50 pontos. Todos eles já estão classificados para a próxima Copa Libertadores da América.

O time de Avellaneda dominou toda a partida, mas o drama se seguiu até o apito final. Depois de muito pressionar, o time abriu o placar Augusto Solari, aos 12 minutos de partida. O Tigres, que luta contra o rebaixamento, lutou até o fim e conseguiu o empate aos 49 minutos da etapa complementar com um gol de falta anotado pelo lateral Lucas Rodríguez.

No momento do gol de empate, o jogo do Defensa já havia acabado e o time só perderia o título se sofresse a virada, fato que não ocorreu. Após o apito final a festa tomou conta das ruas de Avellaneda e Buenos Aires, quando foi flagrada a pitoresca cena.

Curiosamente na próxima rodada o jogo do Racing é justamente contra o Defensa, que poderia ganhar ares de final, mas servirá apenas como continuação pela festa do título e a pergunta que fica é: será que o avô Valentín, ou crânio, estará lá?

Publicidade

Leia tudo e assista ao vídeo