De acordo com informação apurada pelo portal GloboEsporte.com, durou pouco a passagem de Abel Braga no Flamengo. Mesmo com a conquista do título estadual, a classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores da América como melhor time do grupo e a vantagem nas oitavas de final da Copa do Brasil obtida com vitória de 1 a 0 sobre o Corinthians, o treinador pediu demissão nesta quarta-feira (29). Os questionamentos internos e um suposto processo de fritura o qual vinha sofrendo motivaram o treinador a tomar essa iniciativa.

Desde o começo da temporada o trabalho de Abel vinha sendo bastante criticado por torcedores e pela imprensa.

A situação se agravou ainda mais após a derrota para o Internacional, em Porto Alegre, por 2 a 1, e teve seu estopim nesta semana, quando a diretoria e o treinador discordaram em relação ao time que entraria em campo no final de semana diante do Fortaleza, pelo Campeonato Brasileiro.

Como a partida decisiva pela Copa do Brasil contra o Corinthians será no meio da outra semana, o treinador optou por uma formação alternativa contra para este final de semana, decisão que não teve o aval da diretoria. Ao ser questionado, Abel classificou como “óbvia” sua decisão.

Esta foi a segunda passagem de Abelão no comando do Flamengo. Na temporada, ele dirigiu o Rubro-Negro em 32 partidas, tendo conquistado 19 vitórias, oito empates e sofrido cinco derrotas, duas delas no atual Brasileirão.

Junto com ele, também deixam o clube seus auxiliares Leomir e Fabio Moreno. Seu contrato não prevê nenhum tipo de multa rescisória e ele deverá comparecer ao Ninho do Urubu ainda nesta quarta para comunicar sua decisão aos jogadores e se despedir do elenco.

Como faltam ainda quatro compromissos até a parada para a Copa América e os jogos decisivos da Libertadores serão após o torneio, a diretoria não tem pressa para definir um novo nome e a tendência é que isso seja feito apenas durante a pausa do Brasileirão.

Nesse período, o auxiliar Marcelo Salles deverá assumir interinamente.

Nome na pauta da diretoria

Um dos primeiros nomes que aparece na pauta da diretoria do Flamengo é do português Jorge Jesus. O treinador está disponível no mercado após trabalhar no Al Hilal, da Arábia Saudita. Recentemente ele esteve no Brasil e também havia sido alvo do interesse de Vasco e Atlético Mineiro, mas as conversas não evoluíram.

Em entrevista concedida ao canal SporTV, o treinador português disse que não foi procurado por ninguém do Flamengo e se disse surpreso com as especulações em torno de seu nome para assumir o Rubro-Negro. “Estou conversando com outros clubes, mas não tem nada a ver com o Flamengo", disse o técnico que afirmou ainda gostar do futebol brasileiro.

Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Flamengo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!