Não bastassem todos os problemas que vem enfrentando nos últimos dias, por conta da acusação de estupro, o atacante Neymar está fora da Copa América. O jogador deixou o amistoso desta quarta-feira (5), contra o Qatar, em Brasília, aos 17 minutos do primeiro tempo. O time brasileiro venceu por 2 a 0, com gols de Richarlison e Gabriel Jesus. Após realização de exames, feitos em um hospital da capital federal, foi apontado que o camisa 10 sofreu um rompimento no ligamento do tornozelo direito.

Por volta das 2h desta quinta (6), a CBF informou que o jogador está cortado do grupo que participará da Copa América, a partir da próxima semana. O departamento médico da seleção não informou qual o prazo de recuperação do jogador.

Tite tem até dia 13 para escolher um substituto

Sem Neymar, a comissão técnica da Seleção Brasileira tem até o dia 13 para convocar um jogador para seu lugar. Esse prazo se encerra na véspera da estreia do time brasileiro na Copa América, contra a Bolívia.

O jogo será às 21h30, no Estádio do Morumbi, em São Paulo.

Dentre os mais cotados para a vaga do jogador do PSG está Vinícius Júnior, do Real Madrid, que já havia participado de amistosos com a seleção brasileira em março. Outro apontado como favorito é Renato Augusto, que está de férias no Rio de Janeiro e já trabalhou com Tite nos tempos de Corinthians. O treinador da seleção, inclusive, esteve na China recentemente para acompanhar as atuações do meia.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Neymar Seleção Brasileira

Em sua entrevista coletiva logo após a partida, e antes de ser oficializado o corte de Neymar, Tite também disse que Everton, David Neres, Coutinho e Paquetá também poderiam ser alternativas, caso o corte do camisa 10 fosse confirmado. Lucas Moura é outro que também pode corre por fora.

Curta passagem pela seleção foi de muitos problemas

Depois de uma temporada difícil, marcada por nova lesão, a precoce eliminação do PSG nas oitavas da Champions League e a agressão a um torcedor, Neymar esperava encontrar dias mais tranquilos na seleção brasileira, tanto que antecipou em três dias sua apresentação na Granja Comary.

Mas essa chegada antes da hora só serviu para ele tomar conhecimento mais cedo de que não seria mais o capitão da seleção, justamente pela agressão a um torcedor. Três dias depois, em 28 de maio, ele foi novamente notícia, quando durante um treino levou uma caneta de um jogador da base do Cruzeiro e se mostrou visivelmente incomodado. Ele deixou aquele mesmo treino por conta de dores no joelho.

O pior estava mesmo para acontecer no dia 1º, quando vazaram as primeiras informações sobre a acusação de estupro feitas por uma mulher.

Na próxima sexta-feira (7), ele ainda terá que depor em uma delegacia no Rio de Janeiro.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo