Nos últimos dias, a possibilidade de Pedro trocar o Fluminense pelo Flamengo agitou o mercado do futebol brasileiro. Na tarde desta sexta-feira, em entrevista concedida no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, o presidente do Tricolor das Laranjeiras, Mário Bittencourt, confirmou a procura da diretoria rubro-negra e o clube adversário está no direito dele, mas disse ter recebido uma proposta bem aquém do esperado e garantiu que o atleta só sairá se for de seu desejo e mediante ao pagamento integral do valor da multa rescisória.

"Se o Flamengo pagar a multa integral e o jogador quiser ir, é uma questão legal, não há como o clube impedir", explicou Mário Bittencourt, que também negou ter havido qualquer tipo de aliciamento por parte da agremiação da Gávea nem conversa com Pedro sobre o assunto.

"Em nenhum momento o atleta conversou conosco e um dirigente do Fla garantiu que não houve proposta direta para o atleta. Até porque seria aliciamento", garantiu o dirigente da equipe das Laranjeiras.

O interesse do Flamengo em Pedro viria para atender a um pedido do seu técnico Jorge Jesus na contratação de um autêntico centroavante. O Fluminense, porém, mesmo sabendo que uma venda acarretaria em um retorno financeiro imediato, prefere aguardar a abertura da janela de transferências internacionais para negociar o atacante para o mercado europeu.

Conversas para definir novo patrocinador master

Além de Pedro, outros assuntos foram debatidos ao longo da entrevista de Mário Bittencourt. Um deles sobre o novo patrocinador master. Segundo o presidente do Fluminense, antes das eleições, um grupo já tinha conversas bastante adiantadas e, após a sua posse, outras consultas foram feitas.

"Antes da eleição fizemos um contato importante com uma empresa interessada em patrocinar o Fluminense, mas ainda não estávamos na presidência. Tomamos posse no dia 10 e, então, estamos há mais ou menos 15 dias tentando organizar a casa. As conversas evoluíram nos últimos cinco, seis dias", disse Bittencourt, acrescentando.

"Diria para você que a gente está caminhando bem e surgiram até outras possibilidades.

O uniforme tem várias possibilidades, uma série de situações que a gente pode negociar. Garanto que, em breve, vamos ter boas notícias", encerrou.

Enquanto os bastidores seguem fervendo, dentro de campo, o técnico Fernando Diniz segue preparando o time atual do Fluminense para a reabertura do Campeonato Brasileiro. Com apenas oito pontos alcançados e ocupando a 16ª posição, o Tricolor das Laranjeiras encara, no próximo dia 15 de julho, às 20 horas (de Brasília), no Maracanã, o Ceará.

Siga a página Flamengo
Seguir
Siga a página Fluminense
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!