No Futebol brasileiro é comum a expressão gol de placa –quando de fato uma placa não é entregue ao seu autor para eternizar o momento–, mas o meia do Atlético Mineiro acabou de lançar uma nova modalidade: o drible de quadro.

Isso porque o lance que o jogador fez em cima do lateral do Cruzeiro Egídio, no clássico do último domingo (4), válido pelo Campeonato Brasileiro e que terminou com vitória atleticana por 2 a 0, literalmente foi parar na parede da sala do jogador equatoriano.

Na imagem, feita pelo fotografo Denis Dias e que foi emoldurada, o meia do Galo dispara em velocidade enquanto o fundo é possível ver o cruzeirense caído com as costas no chão e de pernas para o ar.

O jogador postou a imagem do presente que ganhou em suas redes sociais.

Na última terça-feira (6), Cazares já havia usado as redes sociais para manifestar o desejo de pendurar o drible que deu em seu rival na parede de sua casa. “Merece um quadro?”, escreveu na postagem acompanhada com a imagem do lance.

O jogo do último final de semana foi o 17º de Cazares com a camisa do Atlético Mineiro contra o Cruzeiro, isso contando competições como o Campeonato Mineiro, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. O jogador chegou ao Galo em 2016.

Di Santo regularizado

Última contratação do Atlético Mineiro até o momento, o jogador argentino Franco Di Santo já pode fazer sua estreia pelo Galo. O jogador teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF (BID) e está regularizado para poder atuar.

Apesar de legalmente estar apto a jogar, o torcedor atleticano ainda terá que esperar um pouco para ver o novo reforço em campo, uma vez que ele ainda não reúne as condições físicas ideais para poder jogar. A última vez que esteve em campo em uma partida oficial foi em abril e, por conta disso, ele precisa se recondicionar para estar 100%.

Clube é absolvido no STJD

Outra boa notícia recebida pelo Atlético-MG nesta sexta-feira foi que o clube foi absolvido pelo STJD por conta do arremesso, feito por um torcedor do time visitante, de um chinelo no gramado do estádio Independência no empate em 2 a 2 diante do Fortaleza, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na ocasião, o Atlético relatou o fato em Boletim de Ocorrência.

Por conta do ato do torcedor, o clube estava sujeito a penar uma punição de perda de mando de campo e uma multa que poderia chegar ao valor de R$ 100 mil. No entanto, a maioria os auditores do Superior Tribunal de Justiça Desportiva entenderam que o clube agiu rápido na repressão do torcedor que atirou o objeto.

Três desses auditores votaram pela absolvição do clube enquanto outros dois queriam que o time fosse multado em R$ 5 mil.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Cruzeiro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!